Começam os 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra mulheres

Publicado em 23/11/2021 - 21:47 Por Victor Ribeiro - Repórter da Rádio Nacional - Brasília

Começa nesta quinta-feira a edição deste ano da campanha dos 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres. É uma ação internacional que ocorre todos os anos. A versão brasileira da campanha foi apresentada nesta terça pelo Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos.

A secretária Nacional de Políticas para Mulheres, Cristiane Brito, detalhou que o objetivo da campanha é conscientizar a sociedade de que a violência contra a mulher é um problema de todos.

As denúncias de violência contra a mulher podem ser feitas por qualquer pessoa, até mesmo de forma anônima, por meio do serviço Ligue 180. O canal encaminha o conteúdo dos relatos aos órgãos competentes e monitora o andamento dos processos que surgirem. A ligação é gratuita e o atendimento funciona o tempo todo.

O Ministério da Infraestrutura; o DER, Departamento de Estradas de Rodagem; e o Detran-DF, Departamento de Trânsito do Distrito Federal são parceiros da campanha. Os órgãos vão usar 70 painéis luminosos nas vias da capital do país para divulgar a frase “Em briga de marido e mulher, a gente salva a mulher - Ligue 180”. A secretária Cristiane Brito anunciou que pretende levar essa campanha a todas as estradas do país.

Os 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres começam na quinta-feira, dia 25 de novembro, que é o Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres. E terminam no Dia Internacional dos Direitos Humanos, 10 de dezembro.

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, destacou a importância da campanha. Ela lembrou que, apesar de todo o apoio às vítimas, o Brasil ainda é o quinto país com o maior número de casos de violência contra a mulher.

O Ligue 180 recebe cerca de mil telefonemas por dia. Então, não é demais repetir: se você souber de algum caso de violência contra a mulher, Ligue 180.

Edição: Bianca Paiva / Beatriz Arcoverde

Últimas notícias
Política

PEC dos Precatórios é promulgada pelo Congresso Nacional

A proposta aprovada possibilita a mudança no cálculo do teto de gastos e abre um espaço de R$ 106 bilhões no Orçamento da União. Parte dos recursos deverá custear o Auxílio Brasil. 

Baixar arquivo
Saúde

Butantan vai doar 400 mil vacinas de gripe para o Rio de Janeiro

A cidade está com imunização parada há seis dias, por falta de vacinas, e teve 21 mil casos da doença diagnosticados nas últimas três semanas.

Baixar arquivo
Saúde

Pfizer diz que três doses de vacina podem neutralizar variante Ômicron

Estudo preliminar mostrou que duas doses podem não ser suficientes para proteger as pessoas contra a infecção pela nova variante. Ainda assim, as empresas afirmam que duas aplicação são capazes de proteger contra casos graves da doença.

Baixar arquivo
Economia

CNA projeta crescimento de 2,4% no PIB da agropecuária em 2022

A safra 2021/2022 deve chegar a 289 milhões de toneladas, volume 14% maior que a anterior; foram produzidas na safra 2020/2021 252 toneladas de grãos. 

Baixar arquivo
Saúde

Consórcio Nordeste pede cancelamento de festas de Ano Novo e carnaval

O Comitê Científico do Consórcio Nordeste emitiu uma recomendação para que os estados não realizem as festas de Réveillon e o carnaval, uma vez que colocar milhões de pessoas nas ruas, em aglomerações, é assumir um risco.

Baixar arquivo
Internacional

Olaf Scholz é eleito novo chanceler da Alemanha

Aos 63 anos, o ex-ministro das Finanças de Angela Merkel se torna o nono chanceler da Alemanha no pós-guerra. Ele venceu a votação secreta por 395 votos do 736 deputados do plenário.

Baixar arquivo