Aplicativo facilita crianças e jovens a denunciarem maus-tratos

Publicado em 01/08/2022 - 15:14 Por Gabriel Brum - Repórter da Rádio Nacional - Brasília

Um canal fácil para que crianças e adolescentes denunciem violências. Esse é o objetivo do aplicativo Sabe – Conhecer, Aprender e Proteger, que recebeu 179 denúncias até agora neste ano. A plataforma tem conexão direta com o Disque 100, da Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos.

A iniciativa tem dois públicos-alvo. Crianças a partir de 6 anos de idade; e adolescentes de 12 anos pra cima. A plataforma traz conteúdos em forma de vídeos e textos lúdicos; e informativos sobre os direitos delas, diz o secretário Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, Maurício Cunha.

As crianças conseguem contato pelo Disque 100 por meio do ícone de telefone ou pelo chat do aplicativo. Os adolescentes contam também com um formulário em que podem relatar o que aconteceu.

A ideia do aplicativo é tornar as crianças e os adolescentes protagonistas das denúncias, já que na grande maioria dos casos quem comunica a violência é um adulto, explica Maurício Cunha.

O aplicativo Sabe – Conhecer, Aprender e Proteger está disponível para os celulares Android, iOS e também para a internet.

Edição: Samia Mendes / Guilherme Strozi

Últimas notícias
Direitos Humanos

Rio lança o "Ouvidoria Mulher" para vítimas de violência doméstica

O serviço, lançado nesta quarta-feira (10),  faz parte das ações do Ministério Público do Estado, para marca o mês de agosto, em que se comemora os 16 anos da Lei Maria da Penha.

Baixar arquivo
Geral

PF faz ação contra organização que fraudava planos de saúde no RJ

Os investigadores estimam que em cinco anos, a partir de 2014, a gestão de uma operadora de plano de saúde de servidores públicos causou um prejuízo da ordem de R$ 664 milhões.

Baixar arquivo
Geral

PF prende homem acusado de roubar bitcoins nos EUA

Foram cumpridos nove mandados de busca e apreensão; e um mandado de prisão preventiva na cidade de Imperatriz, sul do estado.

Baixar arquivo
Direitos Humanos

Lei em Salvador dará multa para quem intimidar mulheres na cidade

Ela estabelece sanções para quem cometer assédio contra mulheres, ou que as exponham publicamente a qualquer tipo de constrangimento, no âmbito da incidência, ou não, da Lei Maria da Penha.

Baixar arquivo
Justiça

Justiça aceita denúncia contra dona de asilo por maus-tratos

Vanessa da Silva Ferro de Souza é proprietária e administradora da casa de repouso para idosos Laço de Ouro, na zona oeste do Rio, onde um paciente da instituição morreu.

Baixar arquivo
Esportes

Etapa do Taiti define últimas vagas para Finals do Circuito de Surfe

Filipe Toledo, que lidera o ranking mundial, competirá na quarta bateria da primeira fase

Baixar arquivo