Ministra Tereza Cristina defende agronegócio brasileiro em Portugal

Agropecuária não parou na pandemia e quebrou recordes de produção

Publicado em 14/10/2020 - 10:06 Por Jéssica Gonçalves - Brasília

Em missão oficial a Portugal, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, participou de um seminário em Lisboa sobre oportunidades de negócios no setor agroalimentar. Ela destacou que a agropecuária brasileira não parou durante a pandemia. Ao contrário: o setor quebrou recordes de produção, manteve os empregos e ainda garantiu o abastecimento interno e as exportações.

A ministra Tereza Cristina aproveitou a oportunidade para defender a aprovação do acordo Mercosul-União Europeia.

A implementação do acordo foi defendida ainda pela ministra da Agricultura de Portugal, Maria do Céu Antunes, que também participou do encontro.

Aprovado em junho do ano passado, o acordo precisa ser ratificado pela maioria do Parlamento Europeu e, em seguida, pelos parlamentos nacionais europeus e pelos parlamentos do Brasil, da Argentina, do Paraguai e do Uruguai.

Edição: Joana Lima

Últimas notícias
Saúde

Fiocruz pede registro de novos testes contra varíola dos macacos

A Fundação Oswaldo Cruz pediu à Anvisa - Agência Nacional de Vigilância Sanitária - o registro de dois novos teste para diagnóstico de monkeypox. O pedido foi feito por meio do Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos, Bio-Manguinhos.

Baixar arquivo
Economia

Setor de serviços cresce 0,7% na passagem de maio para junho, diz IBGE

Com isso, se encontra 7,5% acima do nível pré-pandemia, de fevereiro de 2020, mas ainda 3,2% abaixo do ponto mais alto, conquistado em novembro de 2014.

Baixar arquivo
Saúde

Ingerir álcool durante a gravidez pode causar síndrome alcoólica fetal

Mesmo que seja baixa a quantidade de álcool ingerida pela futura mãe, ainda existe o risco da doença,  que pode trazer consequências gravíssimas para o feto e recém-nascidos.

Baixar arquivo
Economia

Quase metade dos brasileiros fazem "bicos" para ampliar renda

Pesquisa aponta que quase q metade dos brasileiros com 16 anos de idade ou mais precisaram fazer atividades extras nos últimos 12 meses para complementar sua renda.

Baixar arquivo
Saúde

Maranhão registra primeiro caso de varíola dos macacos

O paciente, um homem de 42 anos, com comorbidades, está internado com quadro clínico estável.

Baixar arquivo