Sancionado projeto que beneficia os setores de eventos e hotelaria

Publicado em 03/05/2021 - 22:03 Por Victor Ribeiro* - Repórter da Rádio Nacional - Brasília

O presidente Jair Bolsonaro decidiu sancionar com vetos o projeto de lei que cria o Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos (Perse). É um pacote de medidas econômicas de ajuda aos setores de eventos e de hotelaria. O prazo para a análise presidencial terminava nessa segunda-feira (3).

De acordo com a equipe econômica, serão quatro pontos de atuação. O parcelamento de dívidas tributárias, a compensação de parte dos prejuízos causados pela pandemia e duas linhas de crédito. Uma pelo Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe), que vai destinar 20% dos recursos aos negócios beneficiados pelo Perse. E outra linha de crédito por meio do Fundo Garantidor para Investimentos (FGI), que é gerido pelo BNDES.

O texto aprovado no Congresso Nacional no dia 7 de abril também previa redução de impostos, mas esse trecho foi vetado. O secretário de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos da Costa, justificou que os parlamentares não apontaram de onde sairiam recursos para equilibrar a arrecadação federal.

Mesmo assim, o governo informou que pode negociar a redução de impostos de maneira pontual. Isso vai ser decidido após ouvir os representantes dos setores.

A expectativa é que o impacto do Perse alcance até 20 milhões de famílias, de maneira direta ou indiretamente. São pessoas que trabalham em empresas de hotelaria, cinemas, casas de eventos, casas noturnas, shows, eventos esportivos e sociais, entre outras, relacionadas a turismo, cultura e hospedagem.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que os vetos foram feitos para aperfeiçoar o texto e evitar que a ajuda a essas empresas fosse parar na justiça. De acordo com Guedes, o objetivo é permitir o acesso das pequenas empresas às linhas de crédito.

No ano passado, o governo federal liberou quase R$1 trilhão para os bancos abrirem linhas de crédito para pequenas, médias e grandes empresas. Mas os empresários que possuem pequenos empreendimentos reclamaram que só os grandes conseguiram esses recursos.

* Com informações de Pedro Rafael Vilela, da Agência Brasil.

Edição: Raquel Mariano/ Beatriz Arcoverde

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Política

Corpo de Picciani é cremado em cerimônia no Rio de Janeiro

Jorge Picciani morreu aos 66 anos, na madrugada dessa sexta-feira, no hospital Vila Nova Star, em  São Paulo, onde estava internado desde o dia 8 de abril, para tratar de um câncer na bexiga.

Baixar arquivo
Saúde

Lewandowski concede a Pazuello direito de ficar em silêncio na CPI

A decisão contempla parcialmente o pedido de habeas corpus feito pela Advocacia-Geral da União e inclui o direito a não responder perguntas que possam incriminá-lo em seu depoimento, marcado para a próxima quarta-feira (19).

Baixar arquivo
Pesquisa e Inovação

Estudantes de escola técnica desenvolvem conversor de Libras em texto

O software de reconhecimento já tem mais de 100 sinais programados que podem ser convertidos em texto, e alcançou uma precisão de 96% durante os testes.

Baixar arquivo
Geral

São Paulo promove Dia D de vacinação contra a gripe neste sábado

Neste sábado (15), a prefeitura de São Paulo promove o Dia D da Vacinação Contra a Gripe. Os postos de saúde estarão abertos, excepcionalmente, para a aplicação da vacina.

Baixar arquivo
Economia

Selo certifica produto artesanal de origem animal para venda no país

Chamado de Arte, registro já é adotado em cerca de 160 produtos. O selo é obrigatório para comercialização nacional em mercados, empórios e outros estabelecimentos comerciais.

Baixar arquivo
Educação

Enem 2021 não tem data definida, mas ocorrerá este ano, diz ministro

Após dúvida gerada por portaria publicada nesta semana, Milton Ribeiro garantiu que exame será aplicado, com expectativa de realização em outubro ou novembro deste ano. Inep comunicou que está concluindo cronograma das provas.

Baixar arquivo