Pimentas da Amazônia conquistam mercado brasileiro

Publicado em 28/02/2022 - 15:15 Por Lucas Pordeus Leon - Repórter da Rádio Nacional - Brasília

Uma produtora do Acre adaptou a plantação de pimentas super ardentes ao clima do Norte do país e se tornou pioneira na produção desse tipo de planta na região. Por ser formada em Agronomia, Juliana Pinheiro conseguiu produzir as chamadas pimentas nucleares, as mais ardidas do mundo, usadas em molhos super picantes.

Entre as pimentas, está a Carolina Reaper, de origem americana que tem mais de 2 milhões de unidades de ardência. Para se ter uma ideia, a pimenta malagueta tem 150 mil unidades.

A produtora Juliana Pinheiro explica que foi preciso adaptar a forma do plantio ao clima acreano.

A engenheira agrônoma produz e vende mudas das pimentas nucleares há um ano e há seis meses está vendendo molhos dessas pimentas. Juliana Pinheiro espera, além de vender as pimentas na região, expandir a comercialização também para o exterior.

A produtora destacou ainda que na região Norte é produzida apenas a pimentas-de-cheiro, para temperos e que com apenas 1 pimenta carolina ela consegue fazer um molho de 50 ml.

Edição: Sheily Noleto / Guilherme Strozi

Últimas notícias
Segurança

ANTT alerta que é golpe telefonema sobre renovação do RNTRC

O superintendente substituto de Serviços de Transporte Rodoviário e Multimodal de Cargas da ANTT, José Aires Amaral Filho, afirma que a agência reguladora não faz contato por telefone nem por WhatsApp.

Baixar arquivo
Segurança

Região metropolita do Rio registra 40 mortos e 75 feridos em roubos

A região metropolitana do Rio de Janeiro registrou 116 roubos ou tentativas de roubo no primeiro semestre do ano. De acordo com relatório divulgado pelo Instituto Fogo Cruzado, as ocorrências terminaram com ao menos 40 mortos e 75 feridos.

Baixar arquivo
Economia

ICMS: Minas e Energia faz projeção da redução no preço de combustíveis

O Ministério de Minas e Energia estima uma redução média R$ 0,31 no litro do etanol e de até R 1,55 na gasolina, após a fixação do ICMS em todo país. Ao menos 23 entes federativos já reduziram a alíquota.

Baixar arquivo
Política

Senado aprova fim do uso da tese de defesa da honra para feminicídios

A Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprovou o projeto de lei que proíbe o uso da tese de legítima defesa da honra como argumento para a absolvição de acusados de feminicídio em julgamentos.

Baixar arquivo
Cultura

Novas leis de incentivo à cultura devem injetar R$ 19 bilhões no setor

Ativistas da cultura esperam que os recursos ajudem a fortalecer os trabalhadores do setor após dois anos de pandemia.

Baixar arquivo
Economia

Ferros-velhos do RJ vão precisar de autorização para atuar no setor

Ferros-velhos situados nos 92 municípios fluminenses vão precisar de autorização da Secretaria de Estado da Polícia Civil do Rio de Janeiro para funcionar. O prazo de cadastro vai até 17 de agosto.

Baixar arquivo