Universidades federais estudam e desenvolvem produtos contra coronavírus

Coronavírus

Publicado em 12/05/2020 - 08:15 Por Cynthia Cruz - Rio de Janeiro

Pelo menos 823 pesquisas relacionadas ao novo coronavírus estão sendo desenvolvidas por universidades federais no país. Além disso, são 96 ações de produção de álcool e produtos sanitizantes e 104 ações de produção de EPIs, equipamentos de proteção individual.


O balanço, que envolveu 46 das 67 instituições federais foi divulgado nesta segunda-feira (11), pela Andifes, que é a Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior, por meio de videoconferência.


As universidades foram responsáveis, por exemplo, pela produção de quase um milhão de litros de álcool gel e cerca de 900 mil litros de álcool líquido, além de mais de 160 mil protetores faciais. Há também, pelo menos 53 ações de testagem para o novo coronavírus.

 

Nos hospitais universitários, as instituições disponibilizaram mais de 2 mil leitos normais e quase 500 leitos de Unidade de Terapia Intensiva. De acordo com a reitora da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre, Lucia Campos Pellanda, as pesquisas vão desde a busca pela vacina à produção de testes a custos mais baixos.


Atualmente, a maior parte das universidades federais está sem aulas para evitar a propagação do novo vírus. No entanto, de acordo com o presidente da Andifes, João Carlos Salles Pires da Silva, as instituições não deixaram de trabalhar e de ocupar a linha de frente no combate à covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

 

O Enem, Exame Nacional do Ensino Médio, também foi tema abordado durante o encontro. O presidente da Andifes, João Carlos Salles Pires da Silva, diz que o pedido de adiamento em função da pandemia feito pelas universidades do Rio de Janeiro deve ser levado em conta.

 

A aplicação da prova impressa do Enem foi mantida nos dias 1º e 8 de novembro. Já o Enem digital foi adiado para os dias 22 e 29 de novembro. Sobre a volta às aulas, o presidente da Andifes ressaltou que depende de cada instituição e que as universidades organizaram um grupo para discutir as condições para que essa retomada seja feita de forma segura. Mas na sua avaliação, o ano letivo de 2020 poderá se estender até 2021.

Últimas notícias
Política

Governo estuda propor PEC para reduzir preços de combustíveis

Com a mudança constitucional, o governo não seria obrigado a compensar a redução dos impostos sobre combustíveis com a elevação de outros tributos, como determina a Lei de Responsabilidade Fiscal. 

Baixar arquivo
Educação

Enem 2022 vai ocorrer dias 13 e 20 de novembro

As provas do Enem 2022 - o Exame Nacional do Ensino Médio - devem acontecer nos dias 13 e 20 de novembro.

Baixar arquivo
Economia

Paulo Guedes diz que PIB deve crescer em 2022

A declaração do ministro foi feita durante a participação dele no Fórum Econômico Mundial, que acontece em Genebra, na Suíça, no painel sobre as Perspectivas Econômicas Globais.

Baixar arquivo
Esportes

Desafio do técnico do Corinthians é armar meio-campo

Sylvinho descarta Paulinho como 1º volante e vê pressão como natural. Técnico do Corinthians crê que protagonistas do time podem atuar juntos.

Baixar arquivo
Política

Olinda Bolsonaro, mãe do presidente da República, morre aos 94 anos

Após a morte da mãe, na madrugada desta sexta-feira (21), o presidente Jair Bolsonaro (PL) cancelou compromissos em viagem à Guiana – país que faz fronteira com a região Norte do Brasil – e retornou ao país.

Baixar arquivo
Geral

Covid: Na Bahia servidores são afastados por não comprovarem vacinação

O governo da Bahia publicou no Diário Oficial as portarias que orientam o afastamento temporário de 283 servidores de 13 órgãos e secretarias do estado, por não comprovarem a vacinação contra a covid-19.

Baixar arquivo