Pais devem monitorar escolha de plataforma de aulas online por escolas

Especialista alerta para falhas de segurança e exploração de dados

Publicado em 14/04/2021 - 18:48 Por Luísa Câmara - Estagiária da Rádio Nacional* - Brasília

Um susto no meio da aula online. Foi o que aconteceu na semana passada com estudantes do 6º ano do Centro de Ensino Fundamental 11, em Taguatinga, uma das regiões administrativas do Distrito Federal. Durante a aula, os alunos foram surpreendidos com a exibição de um vídeo pornográfico após a entrada, na sala virtual, de três perfis desconhecidos.

A Secretaria de Educação do DF lamentou o episódio e orientou os envolvidos a prestarem queixa do crime.

Rafael Zanatta, especialista em segurança cibernética, explica como ocorre esse tipo de ataque, conhecido como bombardeamento de plataformas.

Segundo Zanatta, é importante que os pais fiquem atentos à segurança dos filhos no ambiente online. Além de acompanhar as aulas sempre que possível, é preciso monitorar o processo de escolha das plataformas digitais pela escola.

A mãe e servidora pública Marli Mesquita conta que se preocupa com o acesso dos filhos para evitar a exposição deles a conteúdos impróprios.

Além de monitorar as crianças e estabelecer limites dos pequenos na internet, é importante proteger os equipamentos digitais, instalando firewalls, que são programas que criam uma barreira contra a entrada de conteúdos perigosos, e antivírus, que podem ser baixados gratuitamente em lojas de aplicativos.

 

*Com supervisão de Sheily Noleto

Edição: Sheily Noleto/ Sumaia Villela

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Geral

Covid-19: São Luís é 1ª capital a vacinar pessoas com 29 anos ou mais

São Luís é a primeira capital do país a vacinar pessoas a partir de 29 anos sem comorbidades contra a covid-19.

Até domingo (13), será feito um mutirão para acelerar o ritmo da vacinação, conforme anunciou em redes sociais o governador do Maranhão, Flávio Dino.

Baixar arquivo
Geral

Programa Caixa Mais Brasil chega à 100ª edição neste sábado

Durante este fim de semana, a Caixa Econômica Federal promove mais uma edição do programa Caixa Mais Brasil.

Baixar arquivo
Geral

Covid-19: projeto no DF oferece apoio psicológico a enlutados

Lidar com a morte é um processo doloroso. E desde o início da pandemia do coronavírus, por causa das medidas de segurança e distanciamento social, nem sempre quem perde um ente querido encontra uma rede de apoio para enfrentar esse momento.

Baixar arquivo
Direitos Humanos

Pandemia coloca 9 milhões de crianças em risco de trabalho infantil

Os dados estão no relatório do Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) publicado para marcar o Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, celebrado neste sábado, 12 de junho

Baixar arquivo
Saúde

Estado do Rio de Janeiro permanece com risco moderado para covid-19

O Mapa de Risco Covid-19 manteve a classificação geral na bandeira laranja, mas segundo o estudo, houve melhora no cenário epidemiológico em seis regiões.

Baixar arquivo
Saúde

Fiocruz recebe insumo para a produção de 6 milhões de doses da vacina

A Fiocruz recebe neste sábado (12) mais um lote de IFA para a produção da vacina contra a covid-19. O insumo deverá desembarcar no final da tarde no Rio de Janeiro.

Baixar arquivo