Doença não identificada mata três crianças indígenas no Pará

Publicado em 26/08/2014 - 14:46 Por Igor Curvo - Brasília

Uma doença ainda não identificada tem afetado os índios Assurini que vivem na aldeia Trocará, região de Tucuruí, no Pará.  

 

Três crianças morreram após apresentarem sintomas como febre alta, tosse, vômito e falta de ar. Duas delas faleceram no Hospital Regional de Tucuruí e uma quando estava a caminho de Belém, no último domingo. Outras cinco crianças foram transferidas para o Hospital Universitário João de Barros Barreto. Três delas permanecem internadas em situação estável e duas receberam alta após passarem por exames.

 

A Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará informou que os primeiros resultados dos exames realizados pelo Laboratório Central do Estado e pelo Instituto Evandro Chagas descartaram infecções por H1N1 e coqueluche. Novas análises estão em andamento para avaliar a presença de outras doenças.

 

O Ministério da Saúde informou que investiga a causa das três mortes junto com o Distrito Sanitário Indígena da região e o Departamento de Epidemiologia do Estado do Pará. No dia 11 de agosto, uma equipe da Secretaria Especial de Saúde Indígena, a Sesai, chegou na aldeia e permanece no local para colaborar nas ações de assistência à comunidade.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Geral

Curitiba é a capital com melhor saneamento no Brasil, revela estudo

O Brasil apresentou uma ligeira melhora na cobertura de saneamento básico entre 2016 e 2019, segundo o ranking elaborado pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental, a ABES, e divulgado nesta terça-feira (15).

Baixar arquivo
Política

Prefeitura do Rio retoma vacinação de grávidas e puérperas

Grávidas  e mulheres que tiveram filhos há até dois meses, e que tenham comorbidades, podem se vacinar contra a covid-19 na cidade do Rio de Janeiro nesta terça-feira, 

Baixar arquivo
Cultura

Corpo de Bombeiros autoriza reabertura da Cidade do Samba no Rio

O Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro autorizou a reabertura da Cidade do Samba, espaço que concentra os barracões das grandes agremiações do carnaval, na Zona Portuária da capital.

Baixar arquivo
Esportes

Argentina empata com Chile em 1 a 1 pela Copa América

Argentina empata com Chile em 1 a 1. Confira os resultados da Copa América, com Bruno Mendes. 

Baixar arquivo
Geral

Após cheia recorde, níveis de rios no Amazonas começam a baixar

As águas começam a baixar no fenômeno conhecido como vazante.

Baixar arquivo