Defesa Civil constata irregularidades em 13 casas noturnas do Distrito Federal

Segurança

Publicado em 06/02/2017 - 15:05 Por Katiana Rabelo - Brasília

Treze casas de shows e boates do Distrito Federal foram notificadas depois de a Defesa Civil encontrar uma série de irregularidades nesses locais, que têm capacidade para mais de 500 pessoas. As vistorias foram feitas para verificar as condições de segurança dos estabelecimentos.

 

O coordenador de Planejamento, Monitoramento e Controle da Defesa Civil, major Mário Henrique Furtado, explica quais foram os principais problemas encontrados.


Sonora: “Fiação inadequada, solicitamos que não tenha contato com estrutura metálica, uma fiação de dupla proteção. Na vistoria, a gente verificou também a ausência de visualização de área de emergência, extintores, alguns locais não tinham placa. A rota de fuga não estava localizada e, no extintor, não tinha o tipo e a classificação dos equipamentos.”


Os donos das casas de shows e das boates terão prazo de 30 dias para fazer os reparos necessários. Se as providências indicadas pela Defesa Civil não forem tomadas, o estabelecimento pode ser interditado.


Sonora: “Ao final desse prazo de 30 dias, nossas equipes vão retornar ao local. Caso não tenha corrigido, haverá outros passos a serem adotados. Se for de sinalização, de equipamento do Corpo de Bombeiros, encaminhamos aos Bombeiros porque eles têm capacidade de multa. Daí, se não responder, nós chamamos a Agefis ou a administração regional para ver a questão. Se for um item que ponha em risco a vida das pessoas, aí a gente interdita."

 

O major Mário Henrique Furtado também faz recomendações de segurança aos frequentadores das casas noturnas.

 

Sonora: “A hora que entrar num estabelecimento tem que ver onde está o alvará de funcionamento. Tem que ter a capacidade estampada na porta, tem que ter visibilidade. E quanto à capacidade do local e se tem extintor, placas de sinalização. Se sim, você conclui que é um ambiente seguro.”


No segundo semestre deste ano, a Defesa Civil vai fiscalizar estabelecimentos noturnos menores, com capacidade inferior a 500 pessoas.

 

* Com produção de Salete Sobreira

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Pesquisa e Inovação

Covid-19: vacina pesquisada em MG tem resposta positiva em camundongos

Pesquisa é desenvolvida por pesquisadores da Fiocruz e da Universidade Federal de Minas Gerais. Fase atual é de testes em macacos.

Baixar arquivo
Cultura

Museu Nacional do RJ inaugura mostra virtual sobre povos indígenas

A diversidade e a cultura dos povos indígenas poderão ser vistas em uma mostra virtual do Museu Nacional no Rio de Janeiro, por meio de painéis históricos, musicas, filmes e fotografias. A exposição Os Primeiros Brasileiros foi inaugurada nesta terça-feira.

Baixar arquivo
Política

Senado cria CPI da covid-19

Comissão investigará ações do governo federal no enfrentamento da pandemia e também denúncias de desvios de recursos da União repassados a estados e municípios.

Baixar arquivo
Cultura

Lançado o "Mapeamento de Projetos Sociais Arte Toda Gente"

Foi lançado nesta terça-feira o Mapeamento de Projetos Sociais Arte de Toda Gente, uma parceria da Funarte-Fundação Nacional de Artes –  e a Universidade Federal do Rio de Janeiro. As iniciativas são relacionadas com música,  artes, patrimônio, inclusão e acessibilidade.

Baixar arquivo
Meio Ambiente

Peixes aparecem em afluente do Rio Pinheiros, em SP, e causam surpresa

O governo do estado diz que a presença dos animais são resultado do programa de saneamento básico da região. Coordenador de ONG afirma, no entanto, que ainda falta muito para o rio ser considerado despoluído.

Baixar arquivo
Segurança

PA, SC, RS e DF registram queda nos índices de criminalidade

Três estados brasileiros e o Distrito Federal apontaram queda na criminalidade no mês passado. Para o membro do Fórum Nacional de Segurança Pública, Rafael Alcadipani, a redução de crimes tem mais relação com a pandemia do que com a atuação da polícia. Mas os secretários de segurança discordam.

Baixar arquivo