Bombeiros vão aguardar 48 horas para mexer na estrutura do prédio que desabou em SP

Desabamento em SP

Publicado em 01/05/2018 - 17:28 Por Eliane Gonçalves - São Paulo

Os bombeiros vão aguardar 48 horas para mexer na estrutura do prédio que desabou no Largo do Paissandu, em São Paulo. O prazo segue protocolos internacionais e, segundo o porta-voz dos bombeiros, capitão Marcos Palumbo, a ideia é evitar mexer na estrutura e ameaçar a vida de possíveis sobreviventes.

 

Sonora: “Não entraremos em nenhum tipo de remoção com maquinário, pois pode haver pessoas com vida lá dentro. Não vamos mudar a estratégia até as 48 horas. O trabalho manual já começou a ser feito, mas o próprio concreto está muito quente. A edificação está ainda em movimentação. Houve um colapso e desse colapso é difícil que a gente possa atuar. Há um risco daquelas lajes que estão na parte superior desabarem em cima dos bombeiros. Então isso tem que ser feito de forma cirúrgica.”

 

Até agora 45 pessoas continuam desaparecidas. São pessoas que constavam do cadastro feito pela Secretaria de Habitação da prefeitura no último dia 10 de março e não foram localizadas pelo serviço de assistência social do município.

 

Mas o bombeiros não falam em novas vítimas. A única vítima confirmada foi o homem que caiu do prédio no momento em que estava sendo resgatado. Mesmo ele não foi encontrado. As buscas vão prosseguir durante a noite, e a previsão dos bombeiros é que os trabalhos durem pelo menos uma semana.

 

* A participação da repórter foi ao vivo.

Últimas notícias
Segurança

Região metropolita do Rio registra 40 mortos e 75 feridos em roubos

A região metropolitana do Rio de Janeiro registrou 116 roubos ou tentativas de roubo no primeiro semestre do ano. De acordo com relatório divulgado pelo Instituto Fogo Cruzado, as ocorrências terminaram com ao menos 40 mortos e 75 feridos.

Baixar arquivo
Economia

ICMS: Minas e Energia faz projeção da redução no preço de combustíveis

O Ministério de Minas e Energia estima uma redução média R$ 0,31 no litro do etanol e de até R 1,55 na gasolina, após a fixação do ICMS em todo país. Ao menos 23 entes federativos já reduziram a alíquota.

Baixar arquivo
Política

Senado aprova fim do uso da tese de defesa da honra para feminicídios

A Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprovou o projeto de lei que proíbe o uso da tese de legítima defesa da honra como argumento para a absolvição de acusados de feminicídio em julgamentos.

Baixar arquivo
Cultura

Novas leis de incentivo à cultura devem injetar R$ 19 bilhões no setor

Ativistas da cultura esperam que os recursos ajudem a fortalecer os trabalhadores do setor após dois anos de pandemia.

Baixar arquivo
Economia

Ferros-velhos do RJ vão precisar de autorização para atuar no setor

Ferros-velhos situados nos 92 municípios fluminenses vão precisar de autorização da Secretaria de Estado da Polícia Civil do Rio de Janeiro para funcionar. O prazo de cadastro vai até 17 de agosto.

Baixar arquivo
Saúde

Fiocruz: 20 estados estão com alta de casos de síndrome respiratória

O novo Boletim InfoGripe da Fiocruz indica sinal de crescimento do número de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave em 20 das 27 unidades federativas do país. Entre as capitais, 19 apresentam sinal de crescimento na tendência de longo prazo.

Baixar arquivo