Chacina de Unaí: mandante condenado a 100 anos terá novo julgamento

Chacina de Unaí

Publicado em 19/11/2018 - 21:06 Por Victor Ribeiro - Brasília

A Quarta Turma do Tribunal Regional Federal da Primeira Região, com sede em Brasília, decidiu nessa segunda-feira refazer o julgamento que levou à condenação de Antério Mânica, apontado como um dos mandantes da chacina de Unaí. O colegiado também reduziu as penas de outros condenados.


O crime ocorreu no dia 28 de janeiro de 2004, quando três auditores-fiscais do trabalho - Erastótenes Gonçalves, João Batista Lage e Nelson José da Silva -, e o motorista Ailton Oliveira foram executados a tiros durante uma fiscalização de rotina na cidade de Unaí, em Minas Gerais.


Antério e o irmão dele, Norberto Mânica, foram condenados a 100 anos de prisão, por serem os mandantes do quádruplo homicídio.


Por 2 votos a 1, a turma avaliou que algumas testemunhas caíram em contradição e determinou que o julgamento de Antério fosse refeito. O advogado Marcelo Leonardo comemorou a decisão.


Foram três votos a dois. O relator e presidente do colegiado, Cândido Ribeiro, foi o único favorável a confirmar a condenação; os desembargadores Néviton Guedes e Olindo Menezes aceitaram o pedido da defesa.


Apesar de estarem em liberdade, Antério e Norberto Mânica foram condenados na primeira instância em 2015. Para o Ministério Público Federal, os dois foram os mandantes da chacina, em retaliação à ação dos fiscais que reprimiam a exploração do trabalho semelhante à escravidão.


Ainda de acordo com a acusação, os homicídios foram triplamente qualificados: por motivo torpe, impossibilidade de defesa das vítimas e pagamento de recompensa pelas mortes.

 

A vice-presidente do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais do Trabalho, Rosa Maria Campos Jorge, criticou a decisão de refazer o julgamento de Antério.


Antério e Norberto Mânica são fazendeiros influentes na região de Unaí. Norberto é conhecido como o “Rei do Feijão”. E Antério foi eleito prefeito da cidade no mesmo ano da chacina.


Cláudio Calazans foi o delegado do trabalho responsável pela equipe que se tornou vítima da chacina, e  protestou.


Ao contrário dos irmãos Mânica, os outros cinco condenados cumprem pena na prisão. São os empresários Hugo Pimenta, condenado a 47 anos; José Alberto de Castro, 96 anos de prisão; Erinaldo Silva, condenado a 76 anos; e Rogério Rios, condenado a 94. E o motorista Willian Miranda, condenado a 56 anos de prisão, acusado de acompanhar os criminosos.


O advogado Marcelo Leonardo avaliou que a decisão desta tarde não significa impunidade.

 

O novo julgamento de Antério Mânica será na Justiça Federal em Belo Horizonte e ainda não tem data para ocorrer.

 

A advogada Ana Maria Prates Barroso lembrou que o primeiro julgamento demorou mais de onze anos para ser realizado. Ela atua na causa como assistente da acusação e pediu rapidez à Justiça.

 

Após decidir refazer o julgamento de Antério Mânica, a Quarta Turma do TRF1 julgou recursos de outros réus, inclusive Norberto Mânica. A defesa de Norberto confirmou que, quase 15 anos após o crime, ele confessou a culpa.


Os desembargadores afirmaram que isso não mudaria o julgamento, porque já havia provas suficientes para considerá-lo o mandante da chacina de Unaí. Mas, por maioria, reduziram as penas de Norberto e outros condenados em um terço, por considerar que não cabiam as condenações por crime continuado.

Últimas notícias
Esportes

Brasil vence Venezuela pela Copa América de Beach Soccer

Os brasileiros voltam jogar nesta quarta-feira, quando enfrentarão a Bolívia.

Baixar arquivo
Esportes

Confira os resultados do fim de semana para o Campeonato Brasileiro

Resultado importante também na Copa do Brasil, com o Atlético Mineiro se classificando com vitória sobre o Brasiliense.

Baixar arquivo
Geral

Médicos peritos do INSS retomam atendimento nesta 2ª feira

A categoria se comprometeu a repor os 52 dias parados e a trabalhar para reduzir o estoque de perícias não realizadas durante a paralisação. 

Baixar arquivo
Geral

Confira a previsão do tempo no Brasil nesta segunda-feira (23)

Curitiba, no Paraná, apresenta sol entre muitas nuvens e temperatura entre 10 e 20º C.

Baixar arquivo
Geral

Sul: confira a previsão do tempo nesta segunda-feira (23)

Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, inicia a semana com sol, poucas nuvens e temperatura marcando entre 12 e 21º C.

Baixar arquivo
Geral

Sudeste: confira a previsão do tempo nesta segunda-feira (23)

Rio de Janeiro tem sol entre nuvens, temperatura mínima de 14 e máxima de 28º C.

Baixar arquivo