Praias e marinas concorrem à certificação internacional de qualidade da água

Bandeira Azul

Publicado em 02/07/2019 - 11:03 Por Juliana Cézar Nunes - Brasília

Representantes do governo e de organizações ambientalistas escolheram 13 praias e seis marinas para concorrer a uma certificação internacional chamada Bandeira Azul.

 

A palavra final será dada em setembro, por um grupo de especialistas reunidos na Dinamarca. O certificado Bandeira Azul atesta a qualidade da água e as boas condições de infraestrutura, segurança e acessibilidade.

 

Turistas estrangeiros e investidores internacionais dão preferência às praias com essa certificação.

 

A coordenadora do programa no Brasil, Leana Bernardi, espera que o selo também seja levado em conta pelo turista brasileiro.

 

Os nomes das 13 praias e seis marinas que concorrem ao certificado internacional só serão divulgados em outubro, após a análise do comitê internacional.

 

O certificado é válido por um verão e, dependendo da praia, por um ano.

 

No ano passado, 15 praias e marinas brasileiras receberam a certificação.

 

O Brasil tem cerca de 200 municípios litorâneos. A responsabilidade pelas praias costuma ser das prefeituras, mas pode também estar a cargo de governos estaduais e federais, além de empresas concessionárias.

Últimas notícias
Economia

Setor de serviços cresce 0,7% na passagem de maio para junho, diz IBGE

Com isso, se encontra 7,5% acima do nível pré-pandemia, de fevereiro de 2020, mas ainda 3,2% abaixo do ponto mais alto, conquistado em novembro de 2014.

Baixar arquivo
Saúde

Ingerir álcool durante a gravidez pode causar síndrome alcoólica fetal

Mesmo que seja baixa a quantidade de álcool ingerida pela futura mãe, ainda existe o risco da doença,  que pode trazer consequências gravíssimas para o feto e recém-nascidos.

Baixar arquivo
Economia

Quase metade dos brasileiros fazem "bicos" para ampliar renda

Pesquisa aponta que quase q metade dos brasileiros com 16 anos de idade ou mais precisaram fazer atividades extras nos últimos 12 meses para complementar sua renda.

Baixar arquivo
Saúde

Maranhão registra primeiro caso de varíola dos macacos

O paciente, um homem de 42 anos, com comorbidades, está internado com quadro clínico estável.

Baixar arquivo
Economia

IBGE prevê safra recorde de 263,4 milhões de toneladas em 2022

O Brasil deve produzir, em julho, 263 milhões e 400 mil toneladas de cereais, leguminosas e oleaginosas. Um recorde! A estimativa está no Levantamento Sistemático da Produção Agrícola, divulgado nesta quinta-feira pelo IBGE.

Baixar arquivo