Prefeito de Parintins tem bens bloqueados pela Justiça Federal

Improbidade Administrativa

Publicado em 17/07/2019 - 18:42 Por Ariane Póvoa - Brasília

O prefeito do município amazonense de Parintins, Frank Luiz da Cunha Garcia, conhecido como Bi Garcia e o ex-prefeito da cidade Carlos Alexandre da Silva tiveram R$6,8 milhões em bens bloqueados pela Justiça Federal, na segunda-feira (15).

 

Eles foram denunciados pelo Ministério Público Federal (MPF), por improbidade administrativa e aplicação indevida de verbas federais, que deveriam ter sido destinadas à execução de obras do sistema de abastecimentos de água da cidade.

 

Segundo o MPF, em 2007, durante o primeiro mandato de Bi Garcia, a prefeitura de Parintins fez contrato de repasses com o Ministério das Cidades, por meio da Caixa Econômica Federal, para receber mais de R$ 8,8 milhões, de forma parcelada, para a execução das obras.

 

Devido a indícios de baixa execução do serviço, a Caixa instaurou, em 2014, uma tomada de contas especial para apuar eventuais desvios ou má gestão dos recursos.

 

A Justiça reconheceu que Bi Garcia recebeu, entre 2009 e 2011, repasses de mais de R$ 4,4 milhões. Já na gestão de Carlos Alexandre, de 2013 a 2016, ficou comprovado que as obras não avançaram, mesmo a prefeitura tendo recursos suficientes em caixa para dar continuidade ao serviço.

 

Em nota, a prefeitura informou que vai recorrer da decisão e que os recursos recebidos do convênio entre o município e o Ministério das Cidades, em 2007, foram aplicados corretamente durante as duas primeiras gestões de Bi Garcia.

 

O ex-prefeito de Parintins Carlos Alexandre da Silva afirmou que soube do bloqueio dos bens pela internet e que ainda não teve acesso à decisão judicial.

Últimas notícias
Eleições 2020

Barco com corpos à deriva é encontrado no litoral do Pará

O inquérito está sob a responsabilidade da Polícia Federal no Pará que enviou equipes para a região.  

Baixar arquivo
Direitos Humanos

Ministério da Saúde inicia Mês de Vacinação dos Povos Indígenas

O Ministério da Saúde inicia neste sábado, 13, o mês de vacinação dos povos indígenas. A proposta é intensificar a imunização em territórios indígenas, ampliando a cobertura vacinal, sobretudo em áreas de difícil acesso.

Baixar arquivo
Direitos Humanos

Ministério dos Esportes condena atos de racismo a alunos do DF

O Ministério dos Esportes condenou, neste sábado, os ataques racistas sofridos por estudantes no Distrito Federal. Alunos foram chamados de “macaco”, “filho de empregada” e “pobrinho” durante uma partida de futebol de salão entre colégios de Brasília. O caso aconteceu em três de abril e veio à tona, nesta semana.

Baixar arquivo
Internacional

Lula visitará Colômbia para fortalecer laços comerciais

A Colômbia é o terceiro maior parceiro comercial do Brasil, atrás apenas dos Estados Unidos e da China.

Baixar arquivo
Direitos Humanos

Governo garante amparo a gestantes em cargos públicos provisórios

Mulheres que trabalham na administração pública em cargo em comissão ou são contratadas por tempo determinado têm garantido o direito à licença-maternidade e à estabilidade provisória.

Baixar arquivo
Geral

Inmet alerta para risco de chuvas intensas pelo Brasil

A previsão é de acumulados de chuva variando entre 30 e 60 milímetros por hora ou entre 50 e 100 milímetros por dia,

Baixar arquivo