Abandono de pets é comum em viagens de fim de ano; situação é considerada crime

Viagens de fim de ano

Publicado em 04/12/2019 - 09:08 Por Sayonara Moreno - Brasília

Pode parecer inacreditável, mas com as viagens de fim de ano muita gente abre mão daqueles companheiros do ano inteiro, os pets: cachorros e gatos são, comumente, abandonados nas ruas e estradas, pelos próprios donos.

 

Em outras situações, os bichinhos ficam em casa sozinhos, apenas com água e ração deixados pelos donos. Mas nas duas situações, o caso é considerado abandono, e abandono é crime, de acordo com a Lei Federal 9.605.

 

No Brasil, a denúncia sobre quem pratica esse tipo de crime pode ser feita por diversos canais: delegacias de polícia, ministério público, Ibama e secretarias de meio ambiente.

 

Na capital do país, por exemplo, o Instituto Brasília Ambiental é o órgão do governo responsável por apurar as denúncias. O Ibram institui medidas administrativas contra os donos que não tiveram comprometimento com os bichinhos.

 

De acordo com o diretor de fiscalização, Victor Santos, mesmo deixando o animal em casa, algumas situações podem acontecer, como deixar os pets sem carinho, sem água e sem comida.

 

Para facilitar a punição administrativa de quem abandona animais, é importante que o denunciante, que tem anonimato garantido, reúna o máximo de provas possíveis e localização adequada.

 

Apesar dos canais de denúncia, o acolhimento dos animais abandonados nas casas só acontece graças à atuação dos protetores de animais, que atuam de forma individual ou por meio de organizações independentes. É o caso da advogada Ana Paula Vasconcelos, especialista em direito dos animais e que vive denunciando maus tratos e acolhendo os bichinhos para adoção responsável.

 

Segundo ela, o Brasil até pune administrativamente ou criminalmente, quem faz mal aos animais. No entanto, faltam políticas públicas de acolhimento.

 

Ana Paula, que atua em Brasília, conta que tem uma parceria informal com as policias locais, para evitar que os bichinhos continuem com os donos denunciados.

 

Ainda na capital federal, o centro de zoonoses, por exemplo, não acolhe mais pets abandonados. Segundo a instituição, a medida é para não incentivar ainda mais o abandono. Atualmente, o centro de zoonoses só acolhe os animais agressivos ou por determinação judicial.

 

Para não causar sofrimento aos animais, a responsabilidade é um item indispensável na hora de adotar um bichinho. Lembre-se que os pets demandam cuidados e têm custos. O ideal é ter um animal somente se estiver disposto a dar carinho e cuidado o ano inteiro.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Saúde

STJ decide que plano de saúde deve custear remédio de canabidiol

O Superior Tribunal de Justiça determinou que uma operadora de plano de saúde forneça medicamentos à base de canabidiol a um paciente diagnosticado com epilepsia grave. O canabidiol é extraído da Cannabis sativa, planta conhecida como maconha.

Baixar arquivo
Política

PEC dos Precatórios deve ser votada nesta quarta na Câmara

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, marcou para esta quarta-feira a votação da PEC dos Precatórios. Prevista na pauta dessa terça-feira, Lira justificou que o adiamento foi necessário porque faltava conversar com alguns líderes sobre o texto.

Baixar arquivo
Geral

Santa Catarina passa a adotar número de RG igual ao do CPF em novembro

. Quem já tiver o RG, o número continua valendo, mas quem for emitir a primeira via já não vai contar com um número separado do RG.

Baixar arquivo
Saúde

Alerj aprova liberação do uso de máscaras ao ar livre no estado do Rio

O projeto aprovado pela Alerj ainda precisa seguir para sanção ou veto  do governador Cláudio Castro, que tem um prazo de 15 dias para publicar a decisão.

Baixar arquivo
Geral

Roubo de cabos de energia dificultou trajetos do metrô em São Paulo

Segundo o Metrô, foram roubados 30 metros de cabos do sistema que alimenta a energia dos trens. A confusão começou por volta das 5h e também comprometeu a operação na Linha Azul.

Baixar arquivo
Saúde

INCA alerta para perigos do consumo coletivo de narguilés na pandemia

Para além dos riscos da transmissão de doenças como a covid, caso a mangueira seja compartilhada, uma sessão de narguilé, que costuma durar entre 1hora a 90 minutos, equivale ao consumo de 100 cigarros comuns. 

Baixar arquivo