Novas rodovias serão as mais modernas do mundo, diz Freitas

Rodovias

Publicado em 07/02/2020 - 10:51 Por Fabiana Sampaio - Rio de Janeiro

O ministro de Infraestrutura, Tarcísio Freitas, disse nesta quinta-feira (06), no Rio de Janeiro, que as novas concessões de rodovias estão sendo desenhadas com o que há de mais avançado no mundo. Segundo ele, as rodovias Presidente Dutra e Rio-Teresópolis e o trecho da BR-040 que liga Rio de Janeiro e Juiz de Fora, em Minas Gerais, serão as estradas mais modernas do Brasil.

 

Freitas participou do 1º Fórum de Desenvolvimento Sustentável da Costa Verde, realizado na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) na cidade de Seropédica. 

 

O ministro fez uma longa apresentação de detalhes da concessão da Via Dutra como é o trecho da BR-116 que liga as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro.

 

Desde 1996, a administração da rodovia é de responsabilidade da concessionária CCR Nova Dutra. O contrato de concessão de 25 anos está próximo de encerrar. Freitas afirmou que as mudanças vão impactar positivamente a segurança e a saúde públicas.

 

A nova concessão deverá durar 20 anos. O Ministério de Infraestrutura prevê R$32 bilhões de investimentos em melhorias na rodovia. A expectativa é de que as obras gerem 10 mil postos de trabalho e garantam uma arrecadação de R$2 bilhões em ISS, imposto sobre serviços,  beneficiando os municípios por onde a rodovia passa. A pasta também estima que o pedágio será 20% menor.

 

O ministério confirmou que o pacote de concessão da Via Dutra vai incluir a rodovia Rio-Santos. O trecho da BR-101 interliga os municípios do Rio de Janeiro a Santos, dando acesso a diversas cidades do litoral fluminense e paulista.

Últimas notícias
Economia

Setor de serviços cresce 0,7% na passagem de maio para junho, diz IBGE

Com isso, se encontra 7,5% acima do nível pré-pandemia, de fevereiro de 2020, mas ainda 3,2% abaixo do ponto mais alto, conquistado em novembro de 2014.

Baixar arquivo
Saúde

Ingerir álcool durante a gravidez pode causar síndrome alcoólica fetal

Mesmo que seja baixa a quantidade de álcool ingerida pela futura mãe, ainda existe o risco da doença,  que pode trazer consequências gravíssimas para o feto e recém-nascidos.

Baixar arquivo
Economia

Quase metade dos brasileiros fazem "bicos" para ampliar renda

Pesquisa aponta que quase q metade dos brasileiros com 16 anos de idade ou mais precisaram fazer atividades extras nos últimos 12 meses para complementar sua renda.

Baixar arquivo
Saúde

Maranhão registra primeiro caso de varíola dos macacos

O paciente, um homem de 42 anos, com comorbidades, está internado com quadro clínico estável.

Baixar arquivo
Economia

IBGE prevê safra recorde de 263,4 milhões de toneladas em 2022

O Brasil deve produzir, em julho, 263 milhões e 400 mil toneladas de cereais, leguminosas e oleaginosas. Um recorde! A estimativa está no Levantamento Sistemático da Produção Agrícola, divulgado nesta quinta-feira pelo IBGE.

Baixar arquivo