No Rio, entregadores criam rede para trabalho fora de aplicativos

Eles criaram a rede Despatronados e gerenciam os serviços

Publicado em segunda-feira, 17 Agosto, 2020 - 16:56 Por Carol Barreto - Rio de Janeiro

Entregadores se uniram, no Rio de Janeiro, para a prestação de serviços de delivery sem estarem vinculados aos tradicionais aplicativos de entregas de alimentos, como Rappi, Uber Eats, Ifood e outros. Eles criaram a rede Despatronados e gerenciam, diretamente com os clientes, os serviços.

Segundo a plataforma do Despatronados, a empresa nasceu da necessidade de cuidar coletivamente do trabalho dos entregadores, sem patrões e por fora dos aplicativos. A rede já conta com entregadores em diversos bairros da cidade e surgiu como resposta às condições ruins de trabalho e baixo rendimento que os entregadores têm encontrado nos aplicativos.

Durante a quarentena, quando esse tipo de trabalho cresceu, os entregadores realizaram duas paralisações denunciando o desequilíbrio nas relações com as empresas, ambas ao longo do mês de julho. O estudo “Condições de trabalho de entregadores via plataforma digital durante a Covid-19”, realizado por pesquisadores da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), do Ministério Público do Trabalho e da UFPR (Universidade Federal do Paraná), entre outros, identificou jornadas de trabalho maiores e queda nos rendimentos de 58,9% dos entrevistados.

Antes da pandemia, 38,2% dos entregadores trabalhavam até oito horas por dia; 54,1%, entre nove e 14 horas; e 7,8%, acima de 15 horas.

Durante a quarentena, 43,3% trabalhavam até oito horas diárias; e 56,7%, por mais de nove horas. Além disso, 78,1% faziam entregas em seis ou sete dias da semana.

Foram entrevistadas 298 pessoas em 29 cidades por meio de um questionário online. Segundo a pesquisa, cerca de metade recebia até R$520 por semana antes da pandemia. Depois, 71,9% declararam receber até 520 reais, e 83,7%, até R$650 reais.

 

Edição: Adrielen Alves

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Educação

Em Alagoas, aulas presenciais de adultos serão retomadas dia 26

Cursos de todos os segmentos estão autorizados a funcionar: ensino superior, pré-vestibular, profissionalizantes, técnicos, de línguas estrangeiras e de formação para servidores públicos. O governador Renan Filho disse que vai avaliar o impacto da volta da educação adulta para definir qual será o caminho para crianças e adolescentes.

Baixar arquivo
Justiça

STJ suspende julgamento de recurso sobre concessão da Linha Amarela

Pedido de vista do ministro João Otávio de Noronha foi o motivo. Ele disse que foi procurado pelas defesas da prefeitura e da concessionária Lamsa e não conseguiu ouvir ambas a tempo. Único voto proferido até o momento foi o do relator, presidente do STJ, Humberto Martins.

Baixar arquivo
Meio Ambiente

Estudo revela que 70% das espécies em extinção podem ser salvas

Essa é a conclusão de um estudo inédito, liderado pelo pesquisador brasileiro Bernardo Strassburg, professor da PUC do Rio de Janeiro e diretor do Instituto Internacional para a Sustentabilidade.  A pesquisa, encomendada pela ONU,  Organização das Nações Unidas, contou com a participação de  27 pesquisadores de 12 países. Os resultados foram publicados na revista “Nature” na semana passada. 

Baixar arquivo
Educação

Falta de estrutura na segurança atrasam reabertura de escolas em SP

A falta de estrutura para garantir segurança está atrasando a reabertura de escolas em São Paulo.

Baixar arquivo
Saúde

Criança com AME recebe recursos para remédio mais caro do mundo

Medicamento custa R$ 12 milhões; Família conseguiu dinheiro após ganhar ação no STJ

Baixar arquivo
Economia

Em tempo de pandemia, práticas inovadoras fazem sucesso em vendas

Whatsapp, delivery e drive-thru alcançaram até quem não queria comprar

Baixar arquivo