Acre decreta calamidade pública em dez cidades

Publicado em terça-feira, 23 Fevereiro, 2021 - 15:49 Por Maíra Heinen - Brasília

Dez cidades estão em estado de calamidade pública no Acre. O decreto foi publicado nessa segunda-feira (22) pelo governador Gladson Cameli. Cerca de 130 mil pessoas foram afetadas com a cheia, que tem causado muitos transtornos e prejuízos desde o início do ano.

O decreto cita uma série de adversidades que o Acre vem enfrentando, como o agravamento dos casos de covid-19, com aumento no número de óbitos e sobrecarga do sistema público de saúde. Além disso, o governo estadual estima que a dengue seja responsável por 80% da demanda nas unidades de pronto atendimento de Rio Branco, chegando a 8,6 mil casos suspeitos.

Além da capital, Rio Branco, a medida é válida para Cruzeiro do Sul, Feijó, Jordão, Mâncio Lima, Porto Walter, Rodrigues Alves, Santa Rosa do Purus, Sena Madureira e Tarauacá. Alguns desses municípios têm registrado inundações históricas, com milhares de famílias desabrigadas.

No momento, o governo apontou um recuo nas cheias dos rios em nove municípios. O único que ainda tem ritmo de cheia é o rio Iaco, em Sena Madureira.

Com a oficialização do decreto de calamidade pública, o estado reconhece a necessidade de ajuda financeira do governo federal para o enfrentamento da crise.

Nesta quarta-feira (24), o presidente Jair Bolsonaro deve visitar o Acre e verificar a situação in loco.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Economia

Setor de chocolates estima contratar 11,6 mil temporários para Páscoa

Segundo a entidade que representa o setor, a Abicab, a expectativa com as vendas é boa. As empresas esperam recuperar as perdas com a Páscoa de 2020, bastante afetada pelo fato de anúncio da pandemia ter sido feito no mês de março.

 

Baixar arquivo
Saúde

Falta de olfato e de paladar na covid-19 ainda intrigam pesquisadores

Os dois sintomas são característicos da doença e permanecem por longo tempo. Não há tratamento para o mal, mas a medicina tem lançado mão de uma forma diferenciada para que os pacientes voltem a recuperar esses sentidos.

Baixar arquivo
Geral

No Brasil, 2,1% dos casamentos envolvem meninas com menos de 18 anos

Maior incidência é do estado de Rondônia, com 6,4% dos casamentos envolvendo meninas de 16 e 17 anos de idade. Depois, vem o Acre e o Maranhão, com 3,9%. Os dados são da Pesquisa de Indicadores Sociais das Mulheres, feita pelo IBGE. No Brasil, o fenômeno pode estar relacionado às regiões mais pobres e à violência.

 

Baixar arquivo
Meio Ambiente

Em tempos de pandemia, hortas caseiras fazem sucesso

Com mais tempo em casa, passou a ser possível a produção dos próprios alimentos. As vantagens de se ter uma pequena horta são muitas: alimentos livres de agrotóxicos, hobby, paisagismo, economizar nas compras e até mesmo produzir menos lixo.

Baixar arquivo
Saúde

Professores e estudantes farão parte de grupo prioritário de vacinação

Demais profissionais da educação serão incluídos. Anúncio foi feito nesta sexta-feira (5) pelo Ministério da Educação, mas data ainda não foi confirmada.

Baixar arquivo
Economia

Custo da cesta básica cai em 12 de 17 capitais pesquisadas pelo Dieese

Maiores reduções foram registradas em Campo Grande, Brasília, Belo Horizonte, Vitória e Goiânia

Baixar arquivo