Megaferiado em São Paulo gera deslocamento para cidades do litoral

Publicado em 28/03/2021 - 15:29 Por Eliane Gonçalves - Repórter da Rádio Nacional - São Paulo

O megaferiado de 10 dias que começou na sexta-feira (26) e só termina no dia 4 de abril tem levado muita gente às praias e gerado confusão no litoral paulista.

Em São Sebastião, a prefeitura decidiu retomar, nesse domingo, as barreiras sanitárias nas rodovias de acesso à cidade.

No sábado, as barreiras chegaram a ser retiradas em função do congestionamento que a ação provocou na rodovia Rio-Santos.

Nas barreiras, os visitantes precisam fazer o teste rápido. Entre sexta-feira e sábado, 28 pessoas testaram positivo para o coronavírus.

A prefeitura também chegou a instalar gradis interditando o acesso às praias, mas eles foram derrubados por turistas.

Os hospitais da cidade não estão mais recebendo pacientes que precisam de intubação por falta de medicamentos para fazer a intervenção.

Em Santos, os supermercados registraram filas e aglomerações na última sexta-feira. No sábado a cidade entrou em lockdown, e mesmo supermercados tiveram que fechar as portas.

No Guarujá, também na Baixada Santista, a prefeitura teve que dispersar aglomerações nas praias e apreender equipamentos de som. A cidade também está em lockdown, e o acesso às praias está proibido.

Já em Ubatuba, os moradores atearam fogo em pneus para impedir o acesso de turistas à cidade do litoral norte. A manifestação aconteceu na noite de sexta-feira. Sem se identificar, um dos manifestantes explicou o motivo do protesto.

A prefeitura suspendeu a vacinação de idosos nesse período, nas unidades de saúde, para evitar aglomerações.

O objetivo da prefeitura de São Paulo com o megaferiado era aumentar o índice de isolamento social. Segundo o último dado do governo do estado, a medida ainda não fez efeito. Na sexta-feira, primeiro dia do megaferiado, o índice de isolamento social ficou em 43%. Segundo o governo do estado, a proporção é exatamente a mesma que a da sexta-feira anterior, dia 19 de março, dia útil normal, apesar da fase emergencial.

Edição: Raquel Mariano/ Sumaia Villela

Últimas notícias
Direitos Humanos

Corpo de Dom Phillips é velado em Niterói, no Rio de Janeiro

Durante o velório, um pronunciamento foi lido pela irmã do jornalista. Sian Phillips destacou os motivos que levaram Dom a ser assassinado e selou um compromisso de continuar o trabalho dele.

Baixar arquivo
Saúde

Navio hospitalar atenderá comunidades ribeirinhas do Pantanal

Até o dia 3 de julho, o Navio de Assistência Hospitalar Tenente Maximiano vai percorrer os 520 quilômetros no trecho sul do Rio Paraguai para atendimentos médicos e odontológicos.

Baixar arquivo
Educação

Covid: Fiocruz reafirma importância de manter aulas presenciais

A Fundação Oswaldo Cruz enfatiza que é necessário ter disponibilidade de testes para covid-19 na comunidade escolar e recomenda que seja dada prioridade à vacinação com doses de reforço aos trabalhadores da educação.

Baixar arquivo
Cultura

Cem anos do rádio no Brasil: a Rádio Nacional

Não é possível contar a história do rádio no Brasil, sem mencionar a Rádio Nacional. Entre os anos 1940 e 1950, a emissora foi responsável por inesquecíveis programas, formatos e profissionais de nosso rádio.

Baixar arquivo
Geral

Acidente com avião de pequeno porte deixa três mortos em SP

Um avião de pequeno porte caiu em Salto do Pirapora no interior de São Paulo. Depois da queda, a aeronave pegou fogo. Três pessoas morreram no acidente. O piloto, a esposa e uma funcionária do casal. O corpo de bombeiros foi acionado pouco antes do meio-dia e trabalhou no resgate. 

Baixar arquivo
Meio Ambiente

Multas ambientais são convertidas em insumos para proteção de animais

São equipamentos como mesa de atendimento veterinário, ultrassonografia, terapia a laser e a construção de recintos de voo, utilizados para tratamento e reabilitação dos animais.

Baixar arquivo