Rio de Janeiro adota medidas mais rígidas para conter avanço da covid

Publicado em 05/03/2021 - 16:46 Por Lígia Souto - Rio de Janeiro

A cidade do Rio de Janeiro vai intensificar as ações de vigilância para evitar aglomerações e garantir o cumprimento das medidas restritivas, impostas por decreto municipal. O plano é mobilizar o efetivo da Guarda Municipal, com apoio das forças estaduais de segurança. O trabalho das equipes nas ruas também vai contar com o suporte das câmeras de monitoramento da prefeitura. 

Durante coletiva de imprensa nesta sexta-feira (5), o secretário municipal de Ordem Pública, Brenno Carnevale, explicou que o trabalho será feito dia e noite, sem interrupção.

A Prefeitura do Rio decidiu endurecer as medidas restritivas para tentar evitar o avanço da pandemia e um possível colapso do sistema de saúde. Diante da gravidade da situação, foram estabelecidas novas regras, até o dia 11 de março, quando a situação na capital fluminense será reavaliada.  As restrições incluem a proibição de permanência da população em vias públicas, entre 23h e 5h da manhã.

Nas praias, a presença dos banhistas continuará permitida, mas os quiosques permanecerão fechados e a circulação de ambulantes proibida.

Bares e restaurante não poderão mais funcionar à noite, incluindo os localizados em shoppings. Os estabelecimentos deverão seguir o horário entre 6h e 17h, com apenas 40% da capacidade.

Além disso, as feiras de artesanatos ficam canceladas, as boates e casas de espetáculo permanecerão fechadas, assim como eventos, festas e rodas de samba em espaços públicos e particulares.

Todas as atividades econômicas e comerciais, como as lojas de rua e os shoppings, poderão funcionar das 6h às 20h, sem ultrapassar a ocupação máxima de 40%. As atividades de delivery permanecem liberadas.

Além do efetivo que vai ficar de olho para evitar o descumprimentos das medidas, o novo decreto estipulou ainda multa mais alta para quem estiver sem máscara e em situação de aglomeração. O valor passou de R$ 112,48 para R$ 562,42. 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Geral

Tempestade subtropical é responsável por chuva e mar agitado no Rio

A tempestade subtropical batizada de Potira é a responsável pela chuva intermitente registrada nos últimos dias no Rio de Janeiro. Potira, nome que em tupi-guarani significa “flor”, também tem deixado o mar bastante agitado e, de acordo com a Marinha, há risco de ressaca.

Baixar arquivo
Saúde

Fiocruz apresenta animação 3D sobre efeitos da vacina contra covid-19

O que acontece no corpo humano após a aplicação da vacina contra a covid‑19? Foi pensando em esclarecer essa questão, que a Fundação Oswaldo Cruz lançou uma animação 3D.

Baixar arquivo
Meio Ambiente

Bolsonaro reforça compromisso em reduzir desmatamento ilegal até 2030

Em discurso na Cúpula de Líderes sobre o Clima, presidente ainda destacou a importância do desenvolvimento sustentável para a Amazônia e colocou o Brasil à disposição para somar forças no combate às mudanças climáticas. 

Baixar arquivo
Geral

Começa em maio a vacinação contra febre aftosa em bovinos e búfalos

A partir de 1° de maio, bovinos e búfalos de todas as idades deverão ser vacinados contra a febre aftosa em 21 estados. A expectativa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento é imunizar 170 milhões de animas.
 

Baixar arquivo
Saúde

Covid:22 unidades da federação estão com baixo estoque de medicamentos

Das 27 unidades da federação, 22 estão com falta ou baixo estoque de bloqueador neuromuscular, um dos medicamentos necessários para intubação de pacientes com Covid-19. O alerta foi feito pelo presidente do Conass, o Conselho Nacional de Secretarias Estaduais de Saúde, Carlos Lula.

Baixar arquivo
Saúde

Motoristas e cobradores entram em grupo prioritário de vacinação no RJ

Os motoristas e cobradores de ônibus do Rio de Janeiro serão incluídos nos grupos prioritários de vacinação contra a covid-19. O anúncio foi feito nesta quinta-feira pelo Prefeito Eduardo Paes, que ainda está em isolamento se recuperando da segunda contaminação pelo conoronavírus.

Baixar arquivo