Um em cada cinco brasileiros não tem acesso à internet, segundo IBGE

Pnad Contínua indica ainda desigualdade de acesso entre estudantes

Publicado em 14/04/2021 - 16:15 Por Lígia Souto - Repórter da Rádio Nacional - Rio de Janeiro

Quase 40 milhões de brasileiros não tinham acesso à internet em 2019. O número representa 21,7% da população com idade acima de 10 anos e faz parte da Pnad Contínua, divulgada nesta quarta-feira (14) pelo IBGE. Apesar de expressivo, o resultado mostra uma redução em relação a 2018, quando quase 46 milhões de pessoas não estavam conectadas no país.

O suplemento, que analisou o uso da internet pelas famílias brasileiras, mostra o efeito da desigualdade entre os estudantes. Nas escolas particulares, a maioria, ou 98,4% tiveram acesso à internet no ano avaliado.

Já para aqueles da rede pública de ensino, o percentual foi 83,7%. Isso significa dizer que em 2019, mais de 4 milhões de alunos das unidades públicas não navegaram na internet. Nas instituições privadas o número foi bem menor, apenas 147 mil.

A Pnad também aponta diferenças de acesso por região do país. No Norte e Nordeste o percentual de estudantes da rede pública que utilizaram a internet foi de 68,4% e 77%, respectivamente, enquanto nas demais regiões este percentual variou de 88,6 a 91,3%.

A diferença fica ainda maior quando são considerados os estudantes das escolas particulares: nesse caso, o uso da rede de computadores ficou acima de 95% nas cinco regiões do país.

A desigualdade entre os alunos das redes pública e privada fica evidente também quando se observa as razões para a falta de acesso à internet. A técnica do IBGE responsável pela pesquisa, Alessandra Brito, destaca que a questão financeira é o principal fator apresentado.

Entre os quase 40 milhões de brasileiros que não utilizaram a internet em 2019, os principais motivos alegados foram os seguintes: 43,8% disseram não saber utilizar; 31,6% afirmaram não ter interesse. Já para 18%, o custo financeiro foi a justificativa para não acessar o serviço.

Edição: Vitória Elizabeth/ Sumaia Villela

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Cultura

Perto dos 90 anos, Zuenir Ventura estreia série Depoimentos Cariocas

Vídeos sobre a memória da cidade do Rio de Janeiro, por meio do olhar de quem já contou tantas histórias sobre ela, são o tema da série “Depoimentos Cariocas”.

Baixar arquivo
Saúde

SP: motoristas e cobradores de ônibus começam a ser vacinados

Motoristas e cobradores de ônibus municipais e intermunicipais do estado de São Paulo começaram a ser vacinados nesta terça-feira. Vão receber a vacina as pessoas com mais de 47 anos, e a previsão é imunizar 165 mil trabalhadores.

Baixar arquivo
Saúde

Câmara discute autorização do cultivo da maconha para uso medicinal

Agressão e bate-boca marcaram a discussão na Câmara dos Deputados sobre o projeto de lei que autoriza o cultivo da maconha para fins medicinais e a votação da medida foi adiada.

Baixar arquivo
Segurança

Golpe! Falsários enviam carta informando sobre supostas indenizações

Mais um golpe na praça. Tem gente se passando por representante do Ministério da Economia e enviando uma carta para contribuintes informando sobre supostas indenizações ou resgate de contribuições previdenciárias.

Baixar arquivo
Internacional

Consulado do Japão oferece 6 tipos de bolsas de estudo a brasileiros

As oportunidades são para cursos de graduação com duração de 5 anos; escola técnica com previsão de formação em 4 anos e cursos profissionalizantes com duração de 3 anos.

Baixar arquivo
Saúde

Prefeitura do Rio vacina pessoas a partir de 41 anos com comorbidades

A partir desta semana, a Prefeitura do Rio de Janeiro passa a vacinar duas faixas etárias por dia contra a covid-19. A imunização será para quem tem 42 e 41anos e tem comorbidades. Profissionais de saúde também devem procurar os postos de vacinação de acordo com a idade.

Baixar arquivo