Morre gestante baleada em tiroteio no Rio; é a 8ª vítima desde 2017

Kathlen Romeu estava no terceiro mês de gestação

Publicado em 09/06/2021 - 14:08 Por Tâmara Freire - Repórter da Rádio Nacional - Rio de Janeiro

A designer de interiores Kathlen de Oliveira Romeu se tornou a 15ª gestante baleada na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, apenas de 2017 para cá. E, assim como outras sete dessas grávidas, ela não resistiu aos ferimentos e morreu.

Kathlen e a avó se dirigiam para a casa de uma tia, no Complexo do Lins, na zona norte da capital, na tarde desta terça-feira (8), quando ficaram no meio de uma troca de tiros entre policiais militares e traficantes, numa das vielas da comunidade. A jovem de 24 anos acabou atingida por um dos disparos. Foi socorrida ao hospital, mas já era tarde.
Na porta do Instituto Médico Legal, na manhã desta quarta-feira (9), o pai da jovem, Luciano Gonçalves, confirmou que ela tinha se mudado do Lins há cerca de um mês, justamente em busca de mais segurança.

Kathlen estava grávida de cerca de 3 meses e nos últimos dias começou a dividir com os amigos algumas fotos e textos sobre a gestação em suas redes sociais. Nas publicações, ela se dizia muito feliz, e também um pouco assustada com os desafios da maternidade. Apesar disso, se sentia pronta para receber, amar e cuidar de seu bebê, que já tinha nome: Maya ou Zayon, a depender do sexo que ainda não era conhecido.

A morte da designer foi a razão de um protesto que fechou a Autoestrada Grajaú Jacarepaguá no fim da tarde desta terça, e também causou muita comoção nas redes sociais. A hashtag #justiçaparakathlenromeu rapidamente se tornou um dos assuntos mais comentados.
Apesar da enxurrada de mensagens de apoio à família, o namorado de Kathlen e pai do bebê, o tatuador Marcelo Ramos revelou que alguns ataques também estavam sendo feitos, e pediu respeito, em um vídeo publicado em seu Instagram.

A conta de 15 gestantes baleadas nos últimos anos foi feita pelo Instituto Fogo Cruzado que monitora os tiroteios na Região do Grande Rio. A analista de dados da plataforma, Maria Isabel Couto diz que o caso de Kathlen mostra que é preciso repensar toda a estratégia de policiamento e não somente proibir operações injustificadas, como fez o Supremo Tribunal Federal.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios da Capital e também pela Coordenadoria de Polícia Pacificadora, já que o tiroteio envolveu policiais militares da UPP do Lins. A versão dada pela Polícia Militar é que os PMs faziam patrulhamento de rotina, quando foram atacados a tiros por traficantes, na localidade conhecida como Beco da 14. Houve confronto e depois que os disparos cessaram, o grupamento encontrou a jovem ferida e a levaram ao Hospital Municipal Salgado Filho. Nenhum suspeito foi preso na ação, que apenas apreendeu um carregador de fuzil, munições e uma quantidade não especificada de entorpecentes.

 

Edição: Vitória Elizabeth / Adrielen Alves

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Política

Projeto que autoriza privatização dos Correios é aprovado na Câmara

O parecer do relator, deputado Gil Cutrim, do Republicanos, prevê  que  após o leilão, a estatal será transformada em uma empresa de economia mista, que passará a ser chamada de Correios do Brasil. E a  Anatel passa a regulamentar os serviços postais.

Baixar arquivo
Política

Lei de combate à violência política contra a mulher é sancionada

Uso indevido pelos partidos de nomes de mulheres apenas para o preenchimento da cota de 30% e o desvio dos recursos destinados ao financiamento das campanhas femininas estão entre os principais casos de violência política contra a mulher no Brasil.

Baixar arquivo
Segurança

Operação Shark desarticula grupo que aplicava golpes em empréstimos

Uma ação conjunta das polícias civis do Distrito Federal e do Rio de Janeiro desarticulou nesta quinta-feira um grupo especializado em aplicar golpes de empréstimos de dinheiro. Além do Rio e do DF, os criminosos atuavam nos estados de São Paulo e Pernambuco.

Baixar arquivo
Saúde

41 pessoas recebem medalhas do Mérito Médico e Mérito Oswaldo Cruz

As medalhas de ouro foram entregues a 15 ministros do governo, além dos presidentes da Câmara, Arthur Lira e do Senado, Rodrigo Pacheco

Baixar arquivo
Economia

Dia dos Pais: 32% dos brasileiros devem dar presentes aponta pesquisa

Domingo é Dia dos Pais. E pesquisa da Associação Comercial de São Paulo aponta que apenas 32% dos brasileiros planejam comprar um presente para celebrar a data. A pesquisa nacional mostra ainda que 19% dos consumidores ouvidos ainda estão indecisos.

Baixar arquivo