Morre gestante baleada em tiroteio no Rio; é a 8ª vítima desde 2017

Kathlen Romeu estava no terceiro mês de gestação

Publicado em 09/06/2021 - 14:08 Por Tâmara Freire - Repórter da Rádio Nacional - Rio de Janeiro

A designer de interiores Kathlen de Oliveira Romeu se tornou a 15ª gestante baleada na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, apenas de 2017 para cá. E, assim como outras sete dessas grávidas, ela não resistiu aos ferimentos e morreu.

Kathlen e a avó se dirigiam para a casa de uma tia, no Complexo do Lins, na zona norte da capital, na tarde desta terça-feira (8), quando ficaram no meio de uma troca de tiros entre policiais militares e traficantes, numa das vielas da comunidade. A jovem de 24 anos acabou atingida por um dos disparos. Foi socorrida ao hospital, mas já era tarde.
Na porta do Instituto Médico Legal, na manhã desta quarta-feira (9), o pai da jovem, Luciano Gonçalves, confirmou que ela tinha se mudado do Lins há cerca de um mês, justamente em busca de mais segurança.

Kathlen estava grávida de cerca de 3 meses e nos últimos dias começou a dividir com os amigos algumas fotos e textos sobre a gestação em suas redes sociais. Nas publicações, ela se dizia muito feliz, e também um pouco assustada com os desafios da maternidade. Apesar disso, se sentia pronta para receber, amar e cuidar de seu bebê, que já tinha nome: Maya ou Zayon, a depender do sexo que ainda não era conhecido.

A morte da designer foi a razão de um protesto que fechou a Autoestrada Grajaú Jacarepaguá no fim da tarde desta terça, e também causou muita comoção nas redes sociais. A hashtag #justiçaparakathlenromeu rapidamente se tornou um dos assuntos mais comentados.
Apesar da enxurrada de mensagens de apoio à família, o namorado de Kathlen e pai do bebê, o tatuador Marcelo Ramos revelou que alguns ataques também estavam sendo feitos, e pediu respeito, em um vídeo publicado em seu Instagram.

A conta de 15 gestantes baleadas nos últimos anos foi feita pelo Instituto Fogo Cruzado que monitora os tiroteios na Região do Grande Rio. A analista de dados da plataforma, Maria Isabel Couto diz que o caso de Kathlen mostra que é preciso repensar toda a estratégia de policiamento e não somente proibir operações injustificadas, como fez o Supremo Tribunal Federal.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios da Capital e também pela Coordenadoria de Polícia Pacificadora, já que o tiroteio envolveu policiais militares da UPP do Lins. A versão dada pela Polícia Militar é que os PMs faziam patrulhamento de rotina, quando foram atacados a tiros por traficantes, na localidade conhecida como Beco da 14. Houve confronto e depois que os disparos cessaram, o grupamento encontrou a jovem ferida e a levaram ao Hospital Municipal Salgado Filho. Nenhum suspeito foi preso na ação, que apenas apreendeu um carregador de fuzil, munições e uma quantidade não especificada de entorpecentes.

 

Edição: Vitória Elizabeth / Adrielen Alves

Últimas notícias
Geral

Conheça a história de Francisco Borges, pai adotivo de seis meninos

O repórter Daniel Ito conversou com um pai bem diferente. Ele não é casado e não tem filhos biológicos. Ele adotou, sozinho, seis meninos ao longo dos últimos 14 anos. Conheça a história de Francisco Borges.

Baixar arquivo
Saúde

A OMS estuda mudar o nome da varíola dos macacos ou monkeypox

A ação quer evitar preconceito contra as pessoas infectadas e até casos de maus tratos contra os animais.

Baixar arquivo
Direitos Humanos

RJ: Vasco e Defensoria realizam ação de reconhecimento de paternidade

Na véspera do Dia dos Pais, os jogadores do Vasco entraram em campo para a partida contra o Tombense, no estádio São Januário, no Rio de Janeiro, usando uma camisa sem seus nomes.

Baixar arquivo
Direitos Humanos

Polícia Civil do Rio investiga caso de racismo contra aluna da UERJ

O caso ocorreu no dia 4 de agosto e foi registrado como injúria racial e ameaça, na Delegacia de Polícia no bairro de Neves. A agressora seria uma colega de turma da vítima.

Baixar arquivo
Geral

Chuvas atingem regiões Norte e Nordeste neste fim de semana

Neste fim de semana, a umidade relativa do ar continua alta em quase todo o país. Para a semana que vem, estão previstas chuvas na Região Sul, mas não há previsão de geada intensa nem queda de temperatura para os próximos dias.

Baixar arquivo
Saúde

No Rio de Janeiro os casos de covid registram queda pela sétima semana

Os indicadores da covid-19 continuam em queda no estado do Rio de Janeiro.

Baixar arquivo