Emissoras públicas de comunicação debatem desafio do baixo orçamento

Publicado em 25/11/2021 - 17:58 Por Victor Ribeiro - Repórter da Rádio Nacional - Brasília
Atualizado em 26/11/2021 - 10:12

Projetos jornalísticos, inovação na produção de conteúdos e desafios da comunicação pública. Esses foram alguns dos assuntos debatidos por representantes de emissoras de rádio e TVs de todo o país nos dois dias de Encontro da Rede Nacional de Comunicação Pública.

Uma dificuldade comum é o pouco orçamento. E uma das soluções para driblar isso é a possibilidade de parceria com outras entidades. É o que faz a TV UFMA, da Universidade Federal do Maranhão, como contou a coordenadora de Comunicação Institucional da universidade, Josie Bastos.

O gerente-executivo da Rede Nacional de Comunicação Pública, Vancarlos Alves, lembrou que a rede permite não só a troca de conteúdo entre emissoras e a Empresa Brasil de Comunicação (EBC), mas também entre as próprias filiadas.

A representante da Rádio Educativa da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, Flávia Leimgruber, contou que a emissora mantém produção local e que a parceira com a rede nacional agregou qualidade e diversidade.

O diretor-geral do Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia, responsável pelas TVs educativas do estado, Flávio Gonçalves, ressaltou a importância das emissoras públicas e da EBC.

Nesta quarta (24) e quinta-feira (25), o Encontro da Rede Nacional reuniu aproximadamente 60 emissoras de rádio e TV em Brasília. E terminou com uma visita guiada à sede da EBC, na região central da cidade. Os participantes conhecem as redações, os estúdios e as salas de controle que colocam o ar o conteúdo que chega a todo o país. Eles também tiveram a oportunidade de se reunir com diretores e outros gestores da Empresa Brasil de Comunicação (EBC).

*com reportagem de Gabriel Brum

*matéria ampliada e atualizada às 10h12 do dia 26 de novembro de 2021

Edição: Sâmia Mendes / GT Passos

Últimas notícias
Economia

Custo médio da cesta básica aumentou em nove cidades, de acordo Dieese

As cestas básicas mais caras foram encontradas em Florianópolis, São Paulo e Porto Alegre, custando entre R$ 710,53 e R$ 685,32. Já as cestas mais baratas: Aracaju Salvador e João Pessoa, com preços entre R$ 473,26 e R$ 508,91.

Baixar arquivo
Política

PEC dos Precatórios é promulgada pelo Congresso Nacional

A proposta aprovada possibilita a mudança no cálculo do teto de gastos e abre um espaço de R$ 106 bilhões no Orçamento da União. Parte dos recursos deverá custear o Auxílio Brasil. 

Baixar arquivo
Saúde

Butantan vai doar 400 mil vacinas de gripe para o Rio de Janeiro

A cidade está com imunização parada há seis dias, por falta de vacinas, e teve 21 mil casos da doença diagnosticados nas últimas três semanas.

Baixar arquivo
Saúde

Pfizer diz que três doses de vacina podem neutralizar variante Ômicron

Estudo preliminar mostrou que duas doses podem não ser suficientes para proteger as pessoas contra a infecção pela nova variante. Ainda assim, as empresas afirmam que duas aplicação são capazes de proteger contra casos graves da doença.

Baixar arquivo
Economia

CNA projeta crescimento de 2,4% no PIB da agropecuária em 2022

A safra 2021/2022 deve chegar a 289 milhões de toneladas, volume 14% maior que a anterior; foram produzidas na safra 2020/2021 252 toneladas de grãos. 

Baixar arquivo
Saúde

Consórcio Nordeste pede cancelamento de festas de Ano Novo e carnaval

O Comitê Científico do Consórcio Nordeste emitiu uma recomendação para que os estados não realizem as festas de Réveillon e o carnaval, uma vez que colocar milhões de pessoas nas ruas, em aglomerações, é assumir um risco.

Baixar arquivo