Carnaval: desfiles destacam esperança e crítica política no Rio e SP

Em São Paulo, sete escolas desfilaram e, no Rio, a noite foi temática

Publicado em 24/04/2022 - 17:00 Por Eliane Gonçalves, da Rádio Nacional - São Paulo

O segundo dia de desfiles do Grupo Especial, em São Paulo, teve Vai-Vai, Gaviões da Fiel, Mocidade Alegre, Águia de Ouro, Barroca Zona Sul, Rosas de Ouro e Império de Casa Verde. Desfiles que fizeram uma festa de esperança e crítica política.

Depois de dois anos de pandemia, a Rosas de Ouro entrou na avenida para cantar a cura de todos os males. E teve fé, samba, ciência e até uma crítica ao presidente, que virou jacaré depois de tomar vacina.

Já a Mocidade Alegre emocionou, quando, na parada da bateria, toda a escola se ajoelhou na avenida para homenagear a mãe Quelé, Clementina de Jesus: a mulher que precisou viver mais de 60 anos para ser reconhecida como uma das grandes do samba.

No Rio de Janeiro, a Sapacuaí teve um dia que celebrou as religiões de matriz africana. No último dia de desfiles do Grupo Especial, entraram na avenida a Paraíso do Tuiuti, Portela, Mocidade Independente de Padre Miguel, Unidos da Tijuca, Grande Rio e Vila Isabel.

A Tuiuti tocou os atabaques para Ogum, o guerreiro, que no sincretismo é associado a São Jorge. A Mocidade Independentes levou a flecha de Oxóssi, o senhor das matas, para voar sobre a plateia e foi com ousadia que a Grande Rio enfrentou preconceitos e homenageou Exu. O orixá, sempre tão discriminado, foi associado à criatividade de um povo que sempre precisa inventar saídas para seguir vivendo.

A Vila Isabel foi a última escola a desfilar no Rio de Janeiro e entrou na avenida com o dia claro. A escola homenageou Martinho da Vila, também coroado como um orixá, que mostrou fôlego. Aos 84 anos ele cruzou a avenida duas vezes. Primeiro na comissão de frente e, depois, sambando no chão, ao lado do público que invadiu a avenida da Sapucaí para fazer a festa nesse carnaval, de um país que estava com saudades de voltar a festejar.

Os desfiles acabaram, mas a festa continua. Na terça-feira (26) tem apuração, tanto em São Paulo como no Rio de Janeiro.

E depois desfile das campeãs. Na noite de sexta-feira (29), as cinco primeiras colocadas voltam para o Sambódromo do Anhembi, em São Paulo. E no sábado (30), será a vez das vencedoras do carnaval carioca voltarem à Sapucaí.

Edição: Jacson Segundo / Fabíola Sinimbú

Últimas notícias
Direitos Humanos

Rio lança o "Ouvidoria Mulher" para vítimas de violência doméstica

O serviço, lançado nesta quarta-feira (10),  faz parte das ações do Ministério Público do Estado, para marca o mês de agosto, em que se comemora os 16 anos da Lei Maria da Penha.

Baixar arquivo
Geral

PF faz ação contra organização que fraudava planos de saúde no RJ

Os investigadores estimam que em cinco anos, a partir de 2014, a gestão de uma operadora de plano de saúde de servidores públicos causou um prejuízo da ordem de R$ 664 milhões.

Baixar arquivo
Geral

PF prende homem acusado de roubar bitcoins nos EUA

Foram cumpridos nove mandados de busca e apreensão; e um mandado de prisão preventiva na cidade de Imperatriz, sul do estado.

Baixar arquivo
Direitos Humanos

Lei em Salvador dará multa para quem intimidar mulheres na cidade

Ela estabelece sanções para quem cometer assédio contra mulheres, ou que as exponham publicamente a qualquer tipo de constrangimento, no âmbito da incidência, ou não, da Lei Maria da Penha.

Baixar arquivo
Justiça

Justiça aceita denúncia contra dona de asilo por maus-tratos

Vanessa da Silva Ferro de Souza é proprietária e administradora da casa de repouso para idosos Laço de Ouro, na zona oeste do Rio, onde um paciente da instituição morreu.

Baixar arquivo
Esportes

Etapa do Taiti define últimas vagas para Finals do Circuito de Surfe

Filipe Toledo, que lidera o ranking mundial, competirá na quarta bateria da primeira fase

Baixar arquivo