Conheça o trabalho e o treinamento dos cães bombeiros

Publicado em 28/01/2023 - 09:46 Por Josy Braga - Repórter da Rádio Educadora de Salvador - Salvador

Segundo estudiosos, a relação dos homens com os cães têm pelo menos 30 mil anos. De lá para cá, essa parceria vem se aperfeiçoando e o ser humano vem reconhecendo, cada vez mais, as habilidades desses animais em atuações diversas.

O faro e a audição aguçados são elementos que os fazem diferenciados para o trabalho de busca - e o fator tempo também é crucial entre as operações. Por isso, os cães são tão essenciais para essas atividades. Segundo o tenente Romualdo Costa Filho, comandante do Núcleo de Operações com Cães do Corpo de Bombeiros Militar da Bahia, em parceria com policiais e bombeiros, os cães treinados reforçam a capacidade de resgate e potencializam o trabalho da equipe.

“Os nossos cães são de fato treinados para entregar esse serviço à sociedade e reforçar a capacidade de resposta de todo o Corpo de Bombeiros. Eles são uma ferramenta que auxilia no trabalho das forças no local, e é justamente para melhorar a capacidade da corporação para a resposta das nossas ocorrências. Então, os cães potencializam o trabalho das equipes no terreno. A gente consegue diminuir o tempo que leva para a execução da tarefa e, com isso, a gente reduz os custos e, consequentemente, também expõe os nossos militares a um risco menor”.

O comandante destaca que aqui na Bahia o plantel é composto por sete cães, que atendem demandas em todo o estado. Ele explica que, apesar de não existir uma raça específica para treinamento, existem características de algumas que são mais específicas para a função.

“Existem algumas raças que têm características físicas e psicológicas mais indicadas para o trabalho. E a gente procura selecionar, dentro destas raças, indivíduos que também tem as melhores características, para que a gente possa desenvolver um trabalho de excelência. Na Bahia, a gente trabalha com cães da raça labrador, pastor alemão, bloodhound e cocker spaniel. É justamente esta heterogeneidade do nosso plantel que faz o nosso trabalho se tornar mais completo”.

A cadela forense Cristal, da raça cocker spaniel, foi a primeira da corporação a receber certificação nacional de cães. Com apenas dois anos e meio de idade, já tem muita experiência em atividades na Bahia e até fora do estado. O tenente Romualdo Costa destaca que o treinamento dos cães bombeiros é criterioso e começa ainda quando são filhotes.

“Todos nossos cães são formados desde filhotes, após passar por uma seleção rigorosa para buscarem odor humano no ambiente que estamos propostos a trabalhar. Esses cães buscam tanto pessoas vivas quanto pessoas em óbito e a gente emprega eles, via de regra, em missões de desastre ou de pessoas que estão perdidas em áreas remotas. Ano passado, tivemos o emprego da cadela Cristal, que é a nossa cadela mais experiente. Ela trabalhou em Recife e ajudou na recuperação de alguns corpos que estavam soterrados, fruto daquele desastre que aconteceu lá no meio do ano”.

Apesar de ser uma tarefa quase que impossível, o comandante reforça a importância da população não interagir com os agentes caninos enquanto estiverem em ação.

“Quando a gente está em nossas missões, a gente sabe que a figura do cão é muito apelativa. O brasileiro responde muito bem à figura do cão, e o cão também mexe com as emoções da população. Quando a gente está em um momento de trabalho, nós pedimos que as pessoas mantenham o máximo de silêncio, para que possamos preservar a concentração do cão, e que elas não interajam com o animal, para que ele possa, de fato, estar concentrado  na execução do trabalho. Porém, no dia a dia, durante um momento de lazer e descontração, as pessoas perguntem aos condutores, aos militares que estão ali com o cão, se podem interagir, porque não tem proibição alguma. Pelo contrário: nós gostamos que os nossos cães possam interagir com pessoas, e pessoas diferentes. Porque os cães bombeiros precisam ter este gosto e esta vontade de estar sempre próximo das pessoas e é justamente esta motivação que faz com que ele goste de trabalhar e executar essa missão de resgate”.

Para conhecer mais sobre o trabalho do Núcleo de Operações com Cães do Corpo de Bombeiros Militar da Bahia, basta acessar o Instagram: @caes_bombeiros_bahia.

Edição: Rádio Nacional / Nathália Mendes

Últimas notícias
Geral

FAB está de prontidão para resgatar brasileiros em áreas de conflito

Após os ataques do Irã a Israel, o governo brasileiro informou que está pronto, caso necessário, para resgatar brasileiros na área de conflito. Em nota, a Força Aérea Brasileira afirma se manter em prontidão para atuar a qualquer hora e em qualquer local, assim que for acionada pelas autoridades.

Baixar arquivo
Internacional

Conselho de Segurança da ONU faz reunião de emergência neste domingo

A reunião acontece após pedido de Israel, que foi atacado pelo Irã na noite desse sábado (13). O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, já se manifestou condenando o ataque iraniano e pedindo “o fim imediato das hostilidades”.

Baixar arquivo
Geral

Lei que criminaliza bullying prevê pena de até quatro anos de prisão

O objetivo da lei, sancionada este ano, é inibir essa prática nas escolas e, principalmente, no mundo virtual, onde o Brasil está no topo da lista nesse assunto. Menores de idade podem ser responsabilizados pela Vara da Infância e da Juventude.

Baixar arquivo
Geral

Brasil pede esforço para conter escalada de tensão no Oriente Médio

O governo brasileiro manifestou grave preocupação com os relatos de envio de drones e mísseis do Irã em direção a Israel. O comunicado pede que todas as partes envolvidas exerçam máxima contenção e chama a comunidade internacional para mobilizar esforços e evitar uma escalada.

Baixar arquivo
Internacional

Ruas de Israel amanhecem vazias após ataques do Irã

Domingo é o primeiro dia da semana de trabalho em Israel. Depois de uma madrugada em claro, acompanhando ao vivo os ataques, os israelenses acordaram com uma sensação ambígua: o alívio pelo bom funcionamento do sistema de defesa, mas também o temor do que está por vir.

Baixar arquivo
Política

Renegociação de dívidas e PEC das Drogas agitam o Senado

PEC das Drogas, renegociação de dívida dos estados, revisão do Código Civil, Imposto de Renda. A semana vai ser cheia no Senado.

Baixar arquivo