Cerca de 1,5 milhão de pessoas trabalhavam por aplicativos em 2022

Publicado em 25/10/2023 - 12:39 Por Tatiana Alves - Repórter Rádio Nacional - Rio de Janeiro

O Brasil tinha no final do ano passado cerca de 1,5 milhão de pessoas trabalhando por aplicativos e aproximadamente 80% delas trabalhavam por conta própria. Relacionado a isso, menos de 36% contribuíram para a previdência, o que significa que a maioria não tem acesso a benefícios trabalhistas como auxílio doença ou licença maternidade. As plataformas digitais mais usadas são de táxi, transporte particular de passageiros, entrega e prestação de serviços gerais ou profissionais. Os dados fazem parte do módulo temático sobre teletrabalho e trabalho por meio de plataformas digitais da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua, divulgado pelo IBGE nesta quarta-feira e se referem ao último trimestre do ano passado.

A pesquisa também comparou a renda dos motoristas que fazem transporte particular de passageiros via aplicativo com a de motoristas não vinculados a essas plataformas. Os dados mostram que, embora os valores fossem bem próximos, aqueles que dependem dos aplicativos, precisavam fazer um esforço muito maior para chegar ao mesmo resultado, como atesta o pesquisador Gustavo Fortes.

De acordo com a pesquisa, 80% desses trabalhadores plataformizados são homens e 60% têm nível médio completo ou superior incompleto. Eles também tinham, em média, jornadas semanais mais extensas em comparação aos que não usam aplicativos, como explica Fortes.

Outra tendência recente do mundo do trabalho também foi investigada pela pesquisa: o trabalho remoto que já era realizado por cerca de 9,5 milhões de pessoas. A maior parte delas, 7,4 milhões, estavam em teletrabalho, quando a função é exercida utilizando tecnologias de informação e comunicação. Nesse caso, apenas uma ligeira maioria é homem: 51% e 69% tem nível superior completo. Além disso, quase a metade tem entre 25 e 39 anos de idade. Já o rendimento médio habitual é bastante superior ao dos trabalhadores plataformizados, ficando em R$ 6.479 por mês. O levantamento é inédito e foi feito em parceria com a Universidade Estadual de Campinas - Unicamp e o Ministério Público do Trabalho.

Últimas notícias
Economia

Show de Madonna deve injetar R$ 300 milhões na economia carioca

 Segundo estimativas da Prefeitura, o valor é 30 vezes maior do que os R$ 10 milhões investidos em patrocínio pelo poder público municipal.

Baixar arquivo
Segurança

Treino antiterrorismo no Cristo Redentor para o G20

O Cristo Redentor, no alto do morro do Corcovado e um dos principais cartões postais da cidade do Rio de Janeiro, amanheceu nesta segunda-feira com cerca de 40 agentes da Core, a Coordenadoria de Recursos Especiais da Polícia Civil do estado.

Baixar arquivo
Internacional

Julgamento criminal contra Donald Trump começa nesta segunda

A primeira fase do processo envolve escolha dos jurados e Trump responderá a 34 acusações, cada um com uma sentença máxima de 4 anos de prisão

Baixar arquivo
Direitos Humanos

Situação eleitoral deve ser regularizada até 8 de maio

Eleitores de todo o país têm até o dia 8 de maio para regularizar a situação eleitoral, solicitar a transferência de domicílio e atualizar dados cadastrais como a biometria.

Baixar arquivo
Educação

Professores e servidores de federais entram em greve

Nesse primeiro dia de greve está marcada uma audiência pública para debater as mobilizações e paralisações nas universidades e institutos federais na Comissão de Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados, em Brasília.

Baixar arquivo
Esportes

Confira resultados dos jogos de futebol do fim de semana

Pela Série A do Campeonato Brasileiro, neste domingo (14), o Athletico Paranaense ganhou do Cuiabá por 4 a 0. O Flamengo venceu o Atlético por 2 a 1. Corinthians e Atlético Mineiro ficaram no 0 a 0. O Vasco bateu o Grêmio 2 a 1. O Cruzeiro bateu o Botafogo por 3 a 2. E o Palmeiras venceu do Vitória por 1 a 0.

Baixar arquivo