Governo quer assentar mil famílias do MST de área incendiada no Pará

Publicado em 11/12/2023 - 17:34 Por Paula de Castro e Madson Euler - da Rádio Nacional - Brasília

Após o incêndio ocorrido no Acampamento Terra e Liberdade, localizado no município paraense de Parauapebas, com nove mortos, o Ministério do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar informou que segue em negociação para o assentamento definitivo das cerca de mil famílias que vivem na área. Elas também vão ser cadastradas e as áreas passíveis de serem utilizadas para fins de reforma agrária na região vão ser vistoriadas.

As ações foram discutidas em uma reunião nesta segunda-feira (11) entre ministro da pasta, Paulo Teixeira, o presidente do Incra, César Aldrighi,  gestores públicos do Pará e lideranças do Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra. Segundo o MST, o acampamento Terra e Liberdade fica a cinco quilômetros das fazendas chamadas de Santa Maria e Três Marias, que seriam latifúndios improdutivos de terras griladas.

O incêndio ocorreu na noite do último sábado (9). Das nove vítimas, seis eram moradoras do acampamento e três trabalhadoras da empresa  G5 Internet.  Segundo relatos, os trabalhadores da empresa realizavam a instalação da fiação de internet no acampamento quando houve um erro na operação e uma antena tocou a rede de alta tensão, ocasionando a morte imediata dos trabalhadores e provocando o incêndio que atingiu alguns barracos do acampamento. Pelo menos, outras oito pessoas ficaram feridas. Uma delas permanece internada no Hospital Geral de Parauapebas com queimaduras de segundo grau e apresenta um quadro estável.

O Delegado da Polícia Civil, João Abel, explica como está o trabalho de investigação. “A Polícia Civil ela instaurou o inquérito policial para apurar as causas do crime e paralelamente a isso, né? Os períodos compareceram o local do fato para realizar a perícia, então nós estamos aguardando o laudo pericial para podermos dar andamento no inquérito”.

Em nota, a empresa G5 Internet lamentou profundamente o falecimento dos colaboradores Gabriel Pereira da Silva, Geovane Pereira dos Santos e Francisco do Nascimento Sousa Júnior.  O velório coletivo das vítimas do acidente ocorreu na manhã desta segunda-feira.

Edição: Bianca Paiva/Pollyane Marques

Últimas notícias
Cultura

Choro é reconhecido como Patrimônio Cultural do Brasil

Representado por músicas como Carinhoso, de Pixinguinha, e Brasileirinho, de Waldir Azevedo, entre tantas outras, o choro é um gênero genuinamente brasileiro. E, para o músico Marcio Marinho, talvez seja o gênero que "dê mais fisionomia" ao nosso povo

Baixar arquivo
Saúde

Rio convoca responsáveis para vacinação de crianças contra a dengue

Cidade aplicou até agora mais de 25 mil doses, o que corresponde a menos de 20% das 140 mil recebidas. Secretaria antecipou vacinação das crianças de 11 anos, por causa da baixa procura pelo imunizante 

Baixar arquivo
Economia

Haddad comemora crescimento do PIB acima do esperado

Segundo ministro, a expectativa do governo é que, em 2024, o crescimento fique em 2,2%. Para ele, o desafio atual é incentivar os investimentos

Baixar arquivo
Justiça

STF julga pagamento de indenizações a vítimas de balas perdidas

Ação teve início com a morte de Vanderlei Conceição de Albuquerque, em 2015, num tiroteio no Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. O relator, ministro Edson Fachin, votou pelo pagamento de indenização e de pensão vitalícia aos familiares de Vanderlei

Baixar arquivo
Geral

Rio de Janeiro, 459 anos: histórias de quem chegou e se apaixonou

No aniversário da Cidade Maravilhosa, conheça histórias de quem não nasceu no Rio de Janeiro, mas se apaixonou pela cidade e faz questão de declarar o seu amor

Baixar arquivo
Segurança

Quatro pessoas são presas acusadas de comércio ilegal de armas no Rio

A ação é um desdobramento da Operação Jammer que investiga organização criminosa de Ronnie Lessa, acusado de matar a vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes. 

Baixar arquivo