Evo Morales e vice renunciam à presidência da Bolívia

Forças Armadas pediram

Publicado em 10/11/2019 - 22:25 Por Lucas Faria - Brasília

Evo Morales não é mais presidente da Bolívia. O mandatário renunciou ao cargo após crise política que assola o país desde as eleições presidenciais, no último dia 20 de outubro. 

 

Em comunicado público, Morales classificou a renúncia como golpe de estado, e pede que a OEA, Organização dos Estados Americanos, reconheça essa posição.


Segundo a imprensa boliviana, nesse fim de semana, houve ataques a residências, incluindo de familiares de Morales, e a prédios públicos. No Twitter, Morales denunciou que a casa da irmã dele, em Oruro, havia sido incendiada.

 

O vice-presidente do país, Álvaro Linera, também renunciou, e acusou a oposição de orquestrar os ataques.


Pouco antes da renúncia, o chefe da polícia boliviana, Vladimir Mariscal, divulgou um comunicado pedindo que Evo Morales deixasse o cargo para acalmar a população.

 

No pleito do dia 20 de outubro, Morales obteve 47,07% dos votos, enquanto o principal concorrente dele, Carlos Mesa, alcançou 36,51%. Pelas regras eleitorais bolivianas, Morales foi declarado eleito, porque obteve mais de 10% de votos além de Mesa.

 

Mas a apuração dos votos foi acompanhada por polêmica, com acusações de ambos os lados. Uma Missão de Observação da OEA apontou problemas, como a falta de segurança no armazenamento das urnas e a suspensão da apuração.

 

Já na ocasião, o coordenador do Departamento de Observação Eleitoral, Gerardo de Icaza, disse que a credibilidade da Justiça Eleitoral no país estaria em dúvida e, por isso, mesmo que alcançada a diferença de 10%, o segundo turno deveria ser assegurado. A partir daí, o que se viu foram protestos intensos nas ruas com oposicionistas chegando a estabelecer um prazo para que Morales deixasse o cargo.

 

Evo Morales deixa o governo após 13 anos de mandato. Ele foi eleito pela primeira vez em 2005, e em 2020, começaria seu quarto mandato.

Últimas notícias
Geral

Cantareira (SP) vai a 40% do nível de água e entra em estado de alerta

Sabesp informou que ainda não há risco de desabastecimento. Sistema é composto por seis mananciais que, juntos, estão operando com 54% da capacidade.

Baixar arquivo
Geral

Chuvas: 40 mil pessoas estão desalojadas ou desabrigadas em Alagoas

As fortes chuvas que caíram em Alagoas a partir da madrugada deste sábado (02) deixaram 40 mil pessoas entre desalojadas e desabrigadas.

Baixar arquivo
Economia

Mercado de aviação cresce no Brasil, mas segue abaixo da pré-pandemia

Ao todo, 6 milhões e 400 mil passageiros voaram no mercado doméstico brasileiro em maio deste ano. O número representa 10% menos que o mês de maio de 2019, ou seja, antes da pandemia. 

Baixar arquivo
Internacional

Portugal vai criar novo visto de trabalho a brasileiros no país

Em visita ao Rio de Janeiro, neste sábado (02), o presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Souza, citou a proposta que cria um novo visto de trabalho para brasileiros.

Baixar arquivo
Geral

Cristo Redentor ganha iluminação especial na cor laranja

O tom escolhido para irradiar o icônico ponto turístico faz uma alusão ao Dia Municipal de Redução do Risco de Desastres.

Baixar arquivo
Economia

Doação de pessoa para campanha via PIX só pode ser feita pelo CPF

A decisão por unanimidade foi do plenário do Tribunal Superior Eleitoral na sessão desta sexta-feira.

Baixar arquivo