Israel dá prazo para que Palestinos deixem a cidade de Gaza

Publicado em 13/10/2023 - 18:50 Por William Martins - Repórter TV Brasil - Brasília

A guerra no Oriente Médio se intensifica. Israel deu prazo para que os palestinos deixem a cidade de Gaza. Mais de 2.800 pessoas já morreram no conflito.

O aviso foi emitido pelo exército israelense ontem à noite, pedindo que os moradores da cidade de Gaza deixem suas casas em direção ao sul em até 24h. O porta-voz do exército afirmou que a evacuação é para a própria segurança dos habitantes e recomendou que as pessoas só voltem quando o governo israelense permitir.

O comunicado da evacuação foi feito por meio de panfletos lançados do alto. Dezenas de tanques de guerra foram colocados por Israel na fronteira. Milhares de palestinos pegaram o que puderam e começaram a se dirigir para o sul de Gaza.

A ONU disse ter sido informada sobre a ordem de retirada, mas afirmou que é impossível movimentar as pessoas em tão pouco tempo. Cerca de um milhão de palestinos vivem nesta região.

Diante dessa situação, o secretário geral das Nações Unidas, Antônio Guterres, destacou hoje que é urgente a criação de um corredor humanitário para proteger os civis. Disse ainda que a guerra chegou a um nível de perigo ainda maior.

Nas movimentações diplomáticas, os Estados Unidos informaram que estão trabalhando com Israel e Egito para estabelecer uma rota de passagem segura para civis fora de Gaza. O governo egípcio também mantém discussões com os envolvidos no conflito para que haja uma trégua para fornecer ajuda a região.

Nesta manhã, o braço armado do Hamas divulgou em um comunicado que 13 reféns morreram em ataques israelenses a Gaza nas últimas 24h. Segundo o governo israelense, já foram confirmadas as identidades de 97 pessoas feitas reféns durante o ataque do Hamas, mas acredita-se que mais de 100 tenham sido levadas. Enquanto o conflito se intensifica, várias manifestações pró-palestina ocorreram pelo mundo. Em Washington, apoiadores de Israel se reuniram em um protesto.

Edição: Jacson Segundo / Alessandra Esteves

Últimas notícias
Cultura

Choro é reconhecido como Patrimônio Cultural do Brasil

Representado por músicas como Carinhoso, de Pixinguinha, e Brasileirinho, de Waldir Azevedo, entre tantas outras, o choro é um gênero genuinamente brasileiro. E, para o músico Marcio Marinho, talvez seja o gênero que "dê mais fisionomia" ao nosso povo

Baixar arquivo
Saúde

Rio convoca responsáveis para vacinação de crianças contra a dengue

Cidade aplicou até agora mais de 25 mil doses, o que corresponde a menos de 20% das 140 mil recebidas. Secretaria antecipou vacinação das crianças de 11 anos, por causa da baixa procura pelo imunizante 

Baixar arquivo
Economia

Haddad comemora crescimento do PIB acima do esperado

Segundo ministro, a expectativa do governo é que, em 2024, o crescimento fique em 2,2%. Para ele, o desafio atual é incentivar os investimentos

Baixar arquivo
Justiça

STF julga pagamento de indenizações a vítimas de balas perdidas

Ação teve início com a morte de Vanderlei Conceição de Albuquerque, em 2015, num tiroteio no Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. O relator, ministro Edson Fachin, votou pelo pagamento de indenização e de pensão vitalícia aos familiares de Vanderlei

Baixar arquivo
Geral

Rio de Janeiro, 459 anos: histórias de quem chegou e se apaixonou

No aniversário da Cidade Maravilhosa, conheça histórias de quem não nasceu no Rio de Janeiro, mas se apaixonou pela cidade e faz questão de declarar o seu amor

Baixar arquivo
Segurança

Quatro pessoas são presas acusadas de comércio ilegal de armas no Rio

A ação é um desdobramento da Operação Jammer que investiga organização criminosa de Ronnie Lessa, acusado de matar a vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes. 

Baixar arquivo