33% dos presos ainda aguardam julgamento no país, e déficit no sistema prisional é de 300 mil vagas

Sistema prisional

Publicado em 14/02/2020 - 16:25 Por Dayana Vitor - Brasília

Em todo o Brasil, mais de 773 mil pessoas estão presas nos mais variados regimes e locais. Só em penitenciárias, são mais de 758 mil presidiários. O percentual de presos provisórios é de 33%. Entre o último semestre de 2018 e o primeiro de 2019, o crescimento da população carcerária foi de cerca de 4%.


Os dados são do Infopen, Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias de 2019, divulgado nesta sexta-feira pelo Ministério da Justiça.


A meta do governo é acabar com todos os presos em delegacias. E a quantidade vem diminuindo, conforme detalhou o diretor do Depen, Departamento Penitenciário Nacional, Fabiano Bordignon.


“No primeiro semestre de 2018 nós tínhamos 19 mil presos em delegacias. Esse número agora é de 14 mil. É um avanço importante das secretarias de Justiça e de Segurança Pública, com a poio do Departamento Penitenciário, para que as pessoas presam passem a aguardar o julgamento em unidades prisionais”.


Existe um déficit de mais de 300 mil vagas no sistema penitenciário brasileiro. O governo pretende criar 100 mil vagas até o fim da gestão do presidente Jair Bolsonaro. Em 2019, foram disponibilizadas 19 mil novas vagas, e neste ano a perspectiva é que sejam criadas mais, como explica Fabiano Bordignon, diretor do Depen.


“Nós queremos projetar para esse ano, também, 20 mil. Se a gente quiser fazer 100 mil, tem que fazer até do que isso. Mas este ano a gente vai ter um foco muito grande em reformas, para que a gente faça mais vagas com menos recursos. Por exemplo, vamos contratar 120 engenheiros até o meio do ano”.


O levantamento divulgado nesta sexta-feira está com um atraso de seis meses. Isso porque, quando o ministro Sérgio Moro assumiu a pasta, os dados do Infopen estavam bem desatualizados, como ele explica.


“Quando nós assumimos essa gestão, os dados que tínhamos em janeiro a 2019 diziam respeito aos levantamentos do primeiro semestre de 2016, ou seja, tivemos atraso de praticamente três anos”.


Durante o lançamento dos dados carcerários mais recentes do Brasil, o Ministério da Justiça anunciou que o sistema de Informações Penitenciárias disponível no site depen.gov.br está mais prático e dinâmico, e que é possível comparar informações de diferentes anos e categorias.

Últimas notícias
Saúde

Natal decreta situação de emergência por causa da dengue

A Prefeitura adotou a medida, que vale por 90 dias, devido ao crescimento da doença por três semanas seguintes, o que caracteriza uma epidemia.

Baixar arquivo
Economia

Toyota vai investir R$ 11 bilhões no Brasil

A previsão é que a montadora lance novos modelos de automóveis nos próximos anos.

Baixar arquivo
Saúde

OMS estima que haverá 700 milhões de pessoas obesas em 2025

Dia 4 de março é o Dia Mundial da Obesidade, data de conscientização sobre essa doença que cresce a cada ano. A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que, em 2025, 2,3 bilhões de adultos ao redor do mundo estarão acima do peso, sendo 700 milhões de indivíduos com obesidade.

Baixar arquivo
Esportes

Confira resultados dos jogos de futebol do fim de semana

Neste domingo (3), no Campeonato Baiano, o Bahia venceu o Jacuipense por 2 a 0 e o Vitória venceu Itabuna também por 2 a 0. Já no Campeonato Carioca, Taça Guanabara, o Botafogo goleou o Fluminense 4 a 2 e o Vasco goleou a Portuguesa por 4 a 0. 

Baixar arquivo
Política

Mudanças nas regras eleitorais estão na pauta do Senado esta semana

Novas regras eleitorais devem ser debatidas na Comissão de Constituição e Justiça do Senado nesta semana. Entre as principais mudanças, aumento de 4 para 5 anos dos mandatos políticos, o fim da reeleição para o executivo, e também a possibilidade de coincidência entre as eleições federal, estaduais e municipais, que podem ocorrer no mesmo dia.

Baixar arquivo
Geral

Acre enfrenta uma das maiores enchentes da sua história

O governo do Acre decretou emergência em saúde pública, na última sexta-feira, por causa das cheias dos rios e do aumento do volume de chuvas das últimas semanas. Até agora, 19 municípios se encontram em estado de emergência, afetados pelas inundações de rios e igarapés.

Baixar arquivo