Farmácias que pedem CPF para dar descontos serão investigadas pelo MJ

Publicado em 17/11/2021 - 20:17 Por Daniella Longuinho - Repórter da Rádio Nacional - Brasília

A prática recorrente de concessão de descontos em redes de farmácias mediante o cadastro de consumidores na base de dados das empresas entrou na mira do governo.

A Senacon, Secretaria Nacional do Consumidor, do Ministério da Justiça e Segurança Pública, vai apurar se as farmácias violaram a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) que protege os consumidores. Serão investigadas as cinco principais redes de drogarias do país: Raia Drogasil, Pacheco, São Paulo, Pague Menos e Panvel.

Lilian Brandão, diretora do Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor da Senacon, explica como essas empresas podem ter quebrado essa regra.

A diretora diz ainda que as farmácias devem informar, de forma adequada, sobre o uso dos dados de clientes.

A contadora Edna Mamédio, de 59 anos, moradora de Brasília, costuma fornecer dados pessoais para o cadastro em redes de farmácias da capital, embora avalie que não haja clareza quanto ao uso das informações.

As drogarias terão que prestar esclarecimentos no prazo de dez dias a contar do recebimento da notificação ao Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor, que conduz as investigações.

Em nota, a Raia Drogasil informou que até o momento não foi notificada e que atua com total transparência no uso de dados dos clientes. Segundo a empresa, qualquer cliente da Raia Drogasil tem direito a desconto, com ou sem a identificação pelo CPF.

A Pague Menos também informou que não tomou conhecimento da notificação, que atua em conformidade com a Lei Geral de Proteção de Dados e mantém transparência no processo de obtenção de tratamento de informações pessoais fornecidas pelos clientes.  

Nós não tivemos respostas das redes Pacheco, São Paulo e Panvel até o fechamento desta edição.

Edição: Raquel Mariano / Guilherme Strozi

Últimas notícias
Política

PEC dos Precatórios é promulgada pelo Congresso Nacional

A proposta aprovada possibilita a mudança no cálculo do teto de gastos e abre um espaço de R$ 106 bilhões no Orçamento da União. Parte dos recursos deverá custear o Auxílio Brasil. 

Baixar arquivo
Saúde

Butantan vai doar 400 mil vacinas de gripe para o Rio de Janeiro

A cidade está com imunização parada há seis dias, por falta de vacinas, e teve 21 mil casos da doença diagnosticados nas últimas três semanas.

Baixar arquivo
Saúde

Pfizer diz que três doses de vacina podem neutralizar variante Ômicron

Estudo preliminar mostrou que duas doses podem não ser suficientes para proteger as pessoas contra a infecção pela nova variante. Ainda assim, as empresas afirmam que duas aplicação são capazes de proteger contra casos graves da doença.

Baixar arquivo
Economia

CNA projeta crescimento de 2,4% no PIB da agropecuária em 2022

A safra 2021/2022 deve chegar a 289 milhões de toneladas, volume 14% maior que a anterior; foram produzidas na safra 2020/2021 252 toneladas de grãos. 

Baixar arquivo
Saúde

Consórcio Nordeste pede cancelamento de festas de Ano Novo e carnaval

O Comitê Científico do Consórcio Nordeste emitiu uma recomendação para que os estados não realizem as festas de Réveillon e o carnaval, uma vez que colocar milhões de pessoas nas ruas, em aglomerações, é assumir um risco.

Baixar arquivo
Internacional

Olaf Scholz é eleito novo chanceler da Alemanha

Aos 63 anos, o ex-ministro das Finanças de Angela Merkel se torna o nono chanceler da Alemanha no pós-guerra. Ele venceu a votação secreta por 395 votos do 736 deputados do plenário.

Baixar arquivo