Justiça do Rio julga pedidos anulação de acordo de delação premiada

Publicado em 23/05/2022 - 23:27 Por Fabiana Sampaio - Repórter da Rádio Nacional - Rio de Janeiro

A votação de duas petições criminais protocoladas pelo governador, Cláudio Castro, e pelo ex-delegado Mario Jamil Chadud, foi suspensa, nesta segunda-feira, pelo Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro.

Os dois pedidos querem anular a homologação do acordo de delação premiada do empresário Bruno Campos Salém, em fevereiro de 2020, época em que Castro era vice-governador.

A relatora do caso, desembargadora Maria Augusta Vaz Monteiro de Figueiredo, rejeitou os dois pedidos e teve o voto acompanhado por um magistrado.

Dois desembargadores pediram vista dos processos e seis decidiram aguardar esse prazo antes de votar. Durante a sessão também foi apresentada uma questão preliminar de que o Órgão não teria competência para julgar o pedido do governador Cláudio Castro, já que casos como esse são julgados pelo Superior Tribunal de Justiça.

Um acordo de colaboração premiada feito entre o Ministério Público estadual e o empresário Bruno Salém desencadeou na Operação Catarata, que apurou um suposto esquema de desvio de contratos de assistência social no Estado do Rio. Após receber a denúncia, a justiça fluminense instaurou processo criminal contra 25 acusados.

Edição: Sheily Noleto / Beatriz Arcoverde

Últimas notícias
Economia

Em junho, balança comercial registra saldo positivo de U$ 8,8 bilhões

O Brasil exportou mais de U$ 32,7 bilhões em produtos ao longo do mês passado. E comprou de outros países quase U$ 24 bilhões.

Baixar arquivo
Geral

Funcionários podem ser punidos em caso de difamação nas redes

Os funcionários podem usar suas redes sociais para fazer desabafos sobre o trabalho desde que não violem o direito à imagem e à privacidade da empresa

Baixar arquivo
Geral

TSE: eleições terão novos recursos de acessibilidade

O vídeo feito por uma intérprete de Libras será exibido em todas as 577 mil urnas eletrônicas preparadas para a eleição de outubro

Baixar arquivo
Economia

Doação de pessoa para campanha via PIX só pode ser feita com CPF

A decisão por unanimidade foi do plenário do Tribunal Superior Eleitoral na sessão desta sexta-feira.

Baixar arquivo
Cultura

Sinal da TV Brasil chega a Feira de Santana, na Bahia

O sinal da TV pública nacional agora pode ser assistido na região pelo canal aberto, disponível para mais de 700 mil telespectadores.  

Baixar arquivo
Educação

Vestibular de 2023 da USP terá novo critério de classificação

Todos os candidatos, incluindo alunos cotistas, vão disputar primeiro as vagas de Ampla Concorrência. Já os que fizeram todo o Ensino Médio em escolas públicas também concorrem às vagas destinadas a alunos de Escolas Públicas e os candidatos autodeclarados pretos, pardos e indígenas ainda podem disputar as vagas destinadas às cotas raciais, as chamadas PPI.

Baixar arquivo