Comunidade perto de barragem da Vale em Minas será removida

Publicado em quinta-feira, 18 Fevereiro, 2021 - 22:41 Por Gésio Passos - Brasília

Mais uma comunidade será removida por causa do risco de rompimento de uma barragem de rejeitos de mineração da Vale, na cidade de Barão de Cocais, a 100 km de Belo Horizonte. Segundo a prefeitura, as famílias serão removidas do povoado São José do Brumadinho, que está na Zona de Auto Salvamento. O local pode ser atingido pelo rompimento da barragem Laranjeiras, da Mina de Brucutu.
A retirada é devido à ampliação dessa Zona de Auto Salvamento pela mineradora. Segundo a Prefeitura de Barão de Cocais, quatro famílias já haviam sido removidas do local no ano passado.
A Defesa Civil do município não divulgou o número de pessoas que serão desalojadas nesse momento. O órgão disse que, em conjunto com a Vale, está abordando as famílias que serão realocadas.
A Vale informou que não houve alteração nas condições de segurança da barragem Laranjeiras, que permanece no nível dois de segurança, e que o local já não recebe rejeitos da mineração. A mina de Brucutu é a maior da Vale em operação em Minas Gerais.
O Movimento pela Soberania Popular na Mineração (MAM) afirma que a Vale se aproveita da situação para expandir o seu projeto minerador e desalojar as comunidades. Para o movimento, a elevação do nível de emergência é uma forma de expulsão das famílias, atendendo aos interesses econômicos da mineradora.
Luiz Paulo Siqueira, coordenador do MAM, coloca em dúvida a necessidade de retirar as pessoas do local.
O MAM defende que a Vale seja punida por negligência, e que a empresa promova o esvaziamento das barragens que correm risco de rompimento, garantindo a permanência das famílias em seus locais tradicionais. Luiz Paulo Siqueira critica a falta de apoio da prefeitura.                                                       
A Vale afirmou, em nota, que prestará assistência necessária às famílias até que a situação da barragem seja normalizada. A mineradora ainda diz que realocação das famílias será feita respeitando os protocolos de segurança em relação à covid-19.
A Prefeitura de Barão de Cocais diz está acompanhando todo o processo para garantir a segurança dos moradores.
Em 2019, após o desastre em Brumadinho, cerca de 500 pessoas foram retiradas da comunidade de Socorro, também em Barão de Cocais, pelo risco de rompimento de outra barragem da Vale na Mina de Congo Soco.                                                                            
Na semana passada, 30 famílias também foram removidas pela Vale da comunidade de Antônio Pereira, em Ouro Preto, devido às condições da barragem Doutor da Mina de Timbopeba.
A reportagem tentou contato com o Ministério Público de Minas Gerais, que vem monitorando as condições das barragens, mas não teve retorno até o fechamento.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Economia

Prazo para prestar conta com o Leão começa nesta segunda-feira

Começa a correr nesta segunda-feira (01) o prazo para a apresentação das contas ao Leão. O contribuinte pode entregar a Declaração do Imposto de Renda até o dia 30 de abril e precisa ficar atento a algumas mudanças.

Baixar arquivo
Saúde

Dia Mundial da Doença Raras marca importância do diagnóstico

No dia em que se celebra o Dia Mundial da Doença Rara nós temos uma missão, identificar a complexidade dessa luta junto à entidades, órgãos governamentais e pacientes.

Baixar arquivo
Geral

Chuvas fortes causaram estragos em várias regiões do país em fevereiro

Fevereiro se despede com chuvas fortes que causaram estragos em várias regiões do Brasil. O mapa meteorológico do país durante o mês ficou todo marcado com as cores amarela, laranja e vermelha, em alerta de perigo por causa da quantidade de chuvas.

Baixar arquivo
Saúde

Novo decreto do governador do DF visa para diminuir aglomerações

O Distrito Federal entrou em lockdown neste domingo (28), valendo até o dia 15 de março. O novo decreto do governador Ibaneis Rocha, publicado nesse sábado, é para diminuir as aglomerações, já que faltam leitos hospitalares para covid-19.

Baixar arquivo
Economia

Postos de combustíveis vão receber dispositivo de certificação digital

Quem tem carro, moto ou caminhão sabe que as despesas com o combustível estão pesando cada vez mais no bolso.

Baixar arquivo
Geral

Pará entra no período de alta safra da pupunha e produção do palmito

Em época de alta safra da pupunha no Pará, especialista chama a atenção para mais investimentos neste mercado. 

Os detalhes com João Paulo Seabra Rádio Cultura FM de Belém. 

Baixar arquivo