Bolsonaro reforça compromisso em reduzir desmatamento ilegal até 2030

Presidente participa da Cúpula de Líderes sobre o Clima

Publicado em 22/04/2021 - 15:23 Por Sayonara Moreno - Repórter da Rádio Nacional - Brasília

Como promessa de campanha na corrida eleitoral pela presidência dos Estados Unidos, o presidente norte-americano, Joe Biden, deu início nesta quinta-feira (22) à Cúpula de Líderes sobre o Clima. O presidente Jair Bolsonaro foi uma das 40 lideranças convidadas para fazer parte do encontro. Por videoconferência, ele reforçou o compromisso em reduzir o desmatamento ilegal na região amazônica, até 2030, promessa que já havia formalizado em carta enviada ao líder dos EUA, na semana passada. 

Bolsonaro ainda destacou a importância do desenvolvimento sustentável para a Amazônia e colocou o Brasil à disposição para somar forças no combate às mudanças climáticas. 

Ao abrir o evento, Joe Biden confirmou o compromisso dos Estados Unidos em cortar 50% das emissões de gases que causam o efeito estufa, até 2030. No entanto, ele fez questão de destacar que o país é responsável por apenas 15% das emissões em todo o planeta. 

Já o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, prometeu cortar as emissões de carbono em 78% até 2035. O líder da China, Xi Jinping, disse que o país é parceiro dos Estados Unidos nos assuntos ambientais e pode cortar relações comerciais com países que não alcançarem as metas ambientais nas próximas décadas.

No Japão, o primeiro-ministro Yoshihide Suga elevou a meta de corte na emissão de gases poluentes em 46% até o fim da década. Essa é também a meta do Canadá, anunciada pelo primeiro-ministro Justin Trudeau.

A cúpula ocorre nesta quinta e sexta-feira (23). Diversos líderes de Estado fizeram a fala inicial, após a abertura do evento pela vice-presidente dos Estados Unidos, Kamala Harris, e o presidente Joe Biden. A Cúpula de Lideres serve como um primeiro passo para o evento mundial das Nações Unidas, a Conferência do Clima, COP26, prevista para novembro, na Escócia. 

Edição: Rádio Nacional/ Renata Batista

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Geral

Feirantes da Manaus Moderna vão trabalhar em balsa durante as cheias

Com a subida do Rio Negro, que ultrapassou a cota de inundação severa, com 29,47 metros, cerca de 200 feirantes da Manaus Moderna vão trabalhar em uma balsa. Nesta segunda-feira, o Ministério do Desenvolvimento Regional, reconheceu a situação de emergência em Manaus,

Baixar arquivo
Política

Piso salarial para enfermeiros pode ser votado no Senado

O projeto de lei que prevê um piso salarial nacional para enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem, além de parteiras da rede pública e privada pode ser colocado em votação nos próximos dias no Senado.

Baixar arquivo
Saúde

Covid-19: internação de idosos entre 60 e 64 anos cresceu 12% no DF

Também preocupa a vacinação contra a covid-19 entre pessoas de 60 e 61 anos, que está abaixo do esperado. Até a última semana, apenas 36% desse público-alvo tinha se vacinado.

Baixar arquivo
Saúde

Vacina contra covid-19: começa imunização de pessoas com comorbidades

A campanha nacional de vacinação contra covid-19 entrou oficialmente em uma nova etapa, que é a vacinação de pessoas de 18 a 59 anos com algumas doenças pré-existentes - as chamadas comorbidades - e também gestantes, puérperas e pessoas com deficiência.

Baixar arquivo
Saúde

Covid-19: São Paulo começa a vacinar pessoas com comorbidades

O estado de São Paulo começou a vacinar nessa segunda-feira pessoas com Síndrome de Down, pacientes renais em hemodiálise e pessoas transplantadas imunossuprimidas.

Baixar arquivo
Saúde

Movimento em SP volta a crescer com flexibilização da quarentena

Movimento nas ruas de São Paulo volta a crescer com flexibilização da quarentena. No primeiro dia útil com as novas regras que flexibilizaram a quarentena no estado de São Paulo, a capital paulista registrou picos de congestionamento e transporte público lotado.

Baixar arquivo