Vazão das Cataratas do Iguaçu está um quinto do normal para o período

Publicado em 17/06/2021 - 15:26 Por Maíra Heinen* - Repórter da Rádio Nacional - Brasília

A vazão das Cataratas do Iguaçu, no Paraná, está um quinto do considerado normal para o período. Na região da Ponte da Amizade, entre as cidades de Foz do Iguaçu e Ciudad del Este, no Paraguai, o nível do Rio Paraná está 8,5 metros abaixo da média dos últimos cinco anos. Os dados são da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), publicados nesta semana.

De acordo com a companhia, neste ano, a estiagem é ainda mais preocupante para a região sudoeste do estado e algumas cidades como Pranchita e Santo Antônio do Sudoeste já estão com rodízio no abastecimento.

Além da falta de água para a população, a estiagem também pode afetar a geração de energia. A gerente da divisão de recursos hídricos da Companhia Paranaense de Energia (Copel), Mônica Irion Almeida, explica, no entanto, que não há risco de desabastecimento no estado, principalmente por causa do Sistema Interligado Nacional.

Ainda que não haja risco de falta de energia, a escassez hídrica é preocupante. De acordo com Mônica Almeida, a companhia está monitorando a situação porque há forte tendência de a seca se agravar. Há ainda a possibilidade de aumento de tarifas de energia, pois a geração nas termelétricas, por exemplo, é mais cara.

Segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), o país passa pela pior crise hidrológica desde 1930 e, nos últimos sete anos, os reservatórios das hidrelétricas receberam um volume de água inferior à média histórica.

* Matéria corrigida em 12/07/2021, às 14h16. Diferente do que foi publicado, o nível do Rio Paraná está 8,5 metros abaixo da média dos últimos cinco anos, e não o nível do Rio Iguaçu.

Edição: Nádia Faggiani / L Pedrosa / Renata Batista

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Esportes

Esporte olímpico no país recebeu incentivos de mais de R$ 750 milhões

Em entrevista diretamente de Tóquio à Voz do Brasil, o ministro da Cidadania, João Roma, destacou que o Bolsa Atleta garante aos esportistas de alto rendimento condições para que se dediquem ao treinamento e competições.

Baixar arquivo
Saúde

Rio de Janeiro permanece com baixo risco para o contágio de covd-19

O Rio de Janeiro está com baixo risco para o contágio do coronavírus de acordo com a nova edição do Mapa de Risco da Covid-19, divulgada nesta sexta-feira pela Secretaria Estadual de Saúde. O estado manteve a classificação geral em bandeira amarela, que abrange sete das nove regiões.

Baixar arquivo
Justiça

Trabalhador que recusar vacina contra covid pode até ser demitido

Trabalhadores que se recusarem a tomar a vacina contra a covid-19 podem ser demitidos por justa causa por conduta de indisciplina.

Baixar arquivo
Saúde

Saiba quais alimentos devem ser evitados após se curar da covid-19

Nutricionistas apontam a necessidade de ingestão de alimentos que não sobrecarreguem o fígado neste momento. 

Baixar arquivo
Direitos Humanos

TJ suspende decisão sobre vacinas a toda população carcerária de SP

Segundo o Programa Nacional de Imunização, a população carcerária é prioritária e deveria ter sido uma das primeiras a serem vacinadas.

Economia

Dia dos Avós, Fecomércio-RJ estima movimentação de R$ 600 milhões

O Dia dos Avós, na próxima segunda-feira,  26 de Julho, deve movimentar  R$ 600 milhões na economia do estado do Rio de Janeiro. A Fecomércio-RJ estima que mais de cinco milhões de consumidores fluminenses devem ir às compras. O gasto médio deve ficar em torno de R$ 116,00.

Baixar arquivo