80 milhões de toneladas de resíduos são produzidos no país a cada ano

Publicado em 13/08/2021 - 19:46 Por Eliane Gonçalves - Repórter da Rádio Nacional - São Paulo

Cada brasileiro gera, em média, quase 1 quilo de lixo por dia... Em um ano são 343 quilos. Juntando todo o país, são 80 milhões de toneladas de resíduos produzidos a cada ano.
Mas segundo um levantamento feito pelo Sindicato Nacional das Empresas de Limpeza Urbana, -  Selurb - o lixo gerado por pessoa é menor nas cidades que cobram pelos serviços de coleta, tratamento e descarte de resíduos.

A pesquisa fala em redução média de 8% no volume de lixo gerado por pessoa. Marcio Matheus, presidente do Selurb, diz que ao pagarem, as pessoas ficam mais conscientes.

A pesquisa analisou 3.712 municípios. Em menos da metade havia a cobrança específica para a manutenção de resíduos. A Política Nacional de Resíduos Sólidos  prevê a cobrança de valores diferenciados para quem gera resíduos e diferencia as pessoas que recuperam resíduos. São os poluidores-pagadores e os protetores-recebedores, que devem ser remunerados para ajudar a dar um destino a tudo o que é descartado pelos poluidores.

Entre os protetores entram catadores de materiais recicláveis, mas também sucateiros, ferros-velhos, estabelecimentos agrícolas e uma gama de atores que veem como recursos o que ainda chamamos de lixo.

Só que na prática, essas pessoas ficam de fora já que na imensa maioria dos casos, o lixo é simplesmente recolhido e descartado pelos serviços de limpeza urbana. O resultado é que, em média, 60% do resíduo coletado no Brasil vão parar em aterros sanitários e os outros 40% vão para lixões.

Para o urbanista e consultor técnico na área de gestão de resíduos, Tarcísio Pinto, não adianta cobrar mais taxas e manter os a remuneração dos prestadores de serviços pelo volume de lixo recolhido ao invés de avançar para o uso sustentável desses recursos.

Apesar de ainda considerados um avanço no Brasil, em muitos países os aterros estão sendo desativados por serem grandes emissores de gases que contribuem para o aquecimento global. Na Alemanha, por exemplo, menos de 1% do lixo produzido no país vai parar em aterros sanitários.

Edição: Roberto Piza / Beatriz Arcoverde

Últimas notícias
Geral

Falha do sistema contra inundações gera discussão em Porto Alegre

Agora, de 23 estações de bombeamento da cidade, 12 não estão funcionando nas regiões Norte e Central, segundo o Departamento Municipal de Águas e Esgoto.

Baixar arquivo
Justiça

STF julga recurso sobre intervenção federal na segurança pública do RJ

O recurso do Ministério Público Federal pede a condenação da União e do estado do Rio de Janeiro por omissão durante a intervenção federal na segurança pública na Baixada Fluminense, em 2018. 

Baixar arquivo
Geral

Central vai distribuir alimentos para cozinhas solidárias no RS

A ideia é que a central funcione como uma mini-seasa das cozinhas solidárias, identificando a necessidade de cada cozinha para, assim, fazer uma distribuição mais racional.

Baixar arquivo
Geral

População de baixa renda foi a mais atingida pelas enchentes no RS

Pesquisador do Observatório das Metrópoles critica o plano da prefeitura de Porto Alegre para permitir mais construções próximas do Lago Guaíba e em áreas que estão alagadas.

Baixar arquivo
Geral

Seguradoras do RS estimam o pagamento de R$ 1,7 bi em indenizações

Levantamento mostra que, entre 28 de abril e 22 de maio, foram registrados mais de 23 mil avisos de sinistro. No topo da lista das indenizações estão as residenciais e habitacionais, com quase 50% dos pedidos.

Baixar arquivo
Internacional

Corte Internacional manda Israel interromper ofensiva militar em Gaza

A corte não tem como impor suas decisões, isso caberia ao Conselho de Segurança da ONU, que pode determinar ação militar contra um país. Mas os Estados Unidos costumam vetar decisões contra Israel no colegiado.

Baixar arquivo