Nobel tem três cientistas mulheres premiadas em uma única edição

Com prêmios em Química e Física, elas brilharam em 2020

Publicado em 08/10/2020 - 11:56 Por Eliane Gonçalves - São Paulo

Duas mulheres conquistaram o Nobel de Química. A geneticista francesa Emmanuelle Charpentier e a estadunidense Jennifer Doudna desenvolveram um sistema de edição genética, uma espécie de tesoura que permite o corte de cadeias de DNA com precisão.

O método pode ser comparado com o sistema de copia e cola dos editores de texto e vai facilitar o surgimento de novos tratamentos para doenças graves, como explicou a pesquisadora e professora do Instituto de Química da Universidade de Brasília (Unb), Grace Guesti.

A descoberta permite mudanças em cadeias genéticas inteiras e é tão potente que, segundo o presidente do Comitê Nobel de Química, Claes Gustafsson, é preciso ser usada com cuidado.

Esta é a primeira que vez duas mulheres ganham o Nobel de Química por um trabalho conjunto. Com o anúncio dessa quarta-feira (8), chegou a três o número de mulheres com prêmios da ciência, premiadas na edição de 2020 do Nobel.

A astrônoma Andrea Ghez, da Universidade da Califórnia em Los Angeles, dividiu o Nobel de Física com outros dois cientistas por descobertas em relação aos buracos negros.

A premiação ainda não terminou, mas o resultado já é muito diferente da edição de 2019, quando todos os prêmios de ciência ficaram com homens.

Na verdade, a pequena presença de mulheres no Nobel é histórica. Ghez é a quarta mulher a receber o Nobel de Física. A primeira foi Marie Curie, em 1903, por suas pesquisas sobre radioatividade.

Esse cenário é reflexo das barreiras enfrentadas por elas nas carreiras científicas. Segundo a Unesco, menos de 30% dos pesquisadores acadêmicos do mundo são mulheres.

No Brasil, o cenário se repete, apesar de serem mais da metade, 54%, dos estudantes de doutorado no país, menos de um quarto das bolsas de produtividade concedidas pelo governo vão para elas, segundo levantamento da Academia Brasileira de Ciência. Por isso, a professora Grace acha que a premiação foi ainda mais importante.

No Brasil, apenas uma pesquisadora chegou a ser indicada ao Nobel. Foi em 1997, quando Johanna Döbereiner, nascida na antiga Tchecoslováquia, depois naturalizada brasileira, disputou a indicação.

 

Edição: Lana Cristina

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Geral

Políticos repercutem a morte de Marco Maciel, aos 80 anos

Morreu neste sábado (12), o ex-vice-presidente da República Marco Maciel, aos 80 anos, em Brasília.

O político, nascido em Pernambuco, esteve no cargo entre 1995 e 2002, eleito junto com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Ele era filiado ao PFL, hoje DEM.

Baixar arquivo
Geral

Covid-19: São Luís é 1ª capital a vacinar pessoas com 29 anos ou mais

São Luís é a primeira capital do país a vacinar pessoas a partir de 29 anos sem comorbidades contra a covid-19.

Até domingo (13), será feito um mutirão para acelerar o ritmo da vacinação, conforme anunciou em redes sociais o governador do Maranhão, Flávio Dino.

Baixar arquivo
Geral

Programa Caixa Mais Brasil chega à 100ª edição neste sábado

Durante este fim de semana, a Caixa Econômica Federal promove mais uma edição do programa Caixa Mais Brasil.

Baixar arquivo
Geral

Covid-19: projeto no DF oferece apoio psicológico a enlutados

Lidar com a morte é um processo doloroso. E desde o início da pandemia do coronavírus, por causa das medidas de segurança e distanciamento social, nem sempre quem perde um ente querido encontra uma rede de apoio para enfrentar esse momento.

Baixar arquivo
Direitos Humanos

Pandemia coloca 9 milhões de crianças em risco de trabalho infantil

Os dados estão no relatório do Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) publicado para marcar o Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, celebrado neste sábado, 12 de junho

Baixar arquivo
Saúde

Estado do Rio de Janeiro permanece com risco moderado para covid-19

O Mapa de Risco Covid-19 manteve a classificação geral na bandeira laranja, mas segundo o estudo, houve melhora no cenário epidemiológico em seis regiões.

Baixar arquivo