Pesquisa com saliva de pacientes quer desvendar ação do coronavírus

Publicado em 15/01/2021 - 21:12 Por Fabiana Sampaio - Rio de Janeiro

Compostos de saliva de pacientes infectados podem ajudar pesquisadores a entender os mecanismos de atuação do novo coronavírus. Essa é a aposta de uma pesquisa da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), em parceria com a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e a Unigranrio.

Os estudos querem desvendar como se dá a ação do vírus no corpo humano, identificando quais marcadores metabólicos foram alterados pela covid-19. A expectativa é que, no futuro, os resultados ajudem a traçar estratégias e respostas mais adequadas ao enfrentamento da doença.

Um dos pesquisadores envolvidos no projeto, Gilson Costa, do Instituto de Biologia Roberto Alcântara Gomes da UERJ, explicou que será feita a análise de pequenas moléculas, chamadas metabólitos,  presentes em vários fluidos do corpo humano.

Segundo Costa, a saliva tem sido  negligenciada em estudos de biofluidos; no entanto, é de simples coleta e pode conter informações valiosas.

A saliva vai ser analisada por ressonância nuclear, que utiliza campos magnéticos fortíssimos para identificar os diferentes ambientes químicos das amostras - o que, segundo Gilson Costa, permite obter um perfil completo dos compostos das salivas dos indivíduos.

Os estudiosos vão se valer da estrutura da  maior plataforma para esse tipo de exame da América Latina: o Centro Nacional de Ressonância Magnética Nuclear da UFRJ. A Central Analítica do Instituto de Química da UERJ também possui excelente infraestrutura, mas depende de recursos para reparos e  atualizações.

As amostras vão ser coletadas a partir da colaboração da Policlinica Piquet Carneiro, da UERJ, e do Centro de Triagem e Diagnóstico da UFRJ. 

Os pesquisadores estimam que dentro de três a seis meses já será possível conhecer os primeiros resultados. 

Últimas notícias
Saúde

Rio convoca responsáveis para vacinação de crianças contra a dengue

Cidade aplicou até agora mais de 25 mil doses, o que corresponde a menos de 20% das 140 mil recebidas. Secretaria antecipou vacinação das crianças de 11 anos, por causa da baixa procura pelo imunizante 

Baixar arquivo
Economia

Haddad comemora crescimento do PIB acima do esperado

Segundo ministro, a expectativa do governo é que, em 2024, o crescimento fique em 2,2%. Para ele, o desafio atual é incentivar os investimentos

Baixar arquivo
Justiça

STF julga pagamento de indenizações a vítimas de balas perdidas

Ação teve início com a morte de Vanderlei Conceição de Albuquerque, em 2015, num tiroteio no Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. O relator, ministro Edson Fachin, votou pelo pagamento de indenização e de pensão vitalícia aos familiares de Vanderlei

Baixar arquivo
Geral

Rio de Janeiro, 459 anos: histórias de quem chegou e se apaixonou

No aniversário da Cidade Maravilhosa, conheça histórias de quem não nasceu no Rio de Janeiro, mas se apaixonou pela cidade e faz questão de declarar o seu amor

Baixar arquivo
Segurança

Quatro pessoas são presas acusadas de comércio ilegal de armas no Rio

A ação é um desdobramento da Operação Jammer que investiga organização criminosa de Ronnie Lessa, acusado de matar a vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes. 

Baixar arquivo
Economia

Economia cresce 2,9% em 2023

Produto Interno Bruto do país somou R$ 10,9 trilhões, maior patamar já alcançado na série histórica, iniciada em 1996. O principal motor do crescimento foi a agropecuária, com expansão recorde de 15,1%

Baixar arquivo