Alckmin depõe em São Paulo por suspeita de caixa 2 para campanhas de 2010 e 2014

Inquérito

Publicado em 15/08/2018 - 21:21 Por Eliane Gonçalves - São Paulo

O ex-governador de São Paulo e candidato a presidência da República pelo PSDB, Gerlado Alckmin prestou depoimento nesta quarta-feira (15) no inquérito que investiga a denúncia de caixa 2 da Odebrecht para as campanhas do tucano.

 

O depoimento durou uma hora, mas Alckmin chegou e saiu do Ministério Público de São Paulo pelas portas do fundo e não falou com os jornalistas. 

 

O inquérito, que corre em sigilo, investiga a denúncia que tem origem em delações premiadas de funcionários da Odebrecht de que a construtora teria pago R$ 10,3 milhões  em forma de caixa 2 para as campanhas do político ao governo de São Paulo em  2010 e 2014. 

 

Planilhas entregues na delação relacionariam o contrato da empreiteira com a SABESP, empresa de saneamento básico de São Paulo, para a construção de um emissário de esgoto no litoral paulista e o contrato para a construção da Linha 6 do metrô na capital como contrapartidas à Odebrecht em troca do apoio à campanha.  

 

Mas, segundo o advogado de José Eduardo Alckmin, a defesa ainda não teve acesso às provas. O advogado defendeu as delações premiadas, mas disse que para  condenar é preciso provas.

 

O inquérito que investiga Geraldo Alckmin foi aberto no dia 20 de abril pelo promotor do Patrimônio Público Ricardo Manuel Castro, duas semanas depois dele se desincompatibilizar do governo do estado para disputar à presidência da República e perder o foro privilegiado.

 

A defesa de Alckmin tentou uma manobra para transferir e deixá-lo a cargo do procurador-geral do Estado Gianpaolo Smanio, indicado por Alckmin para ocupar a cadeira, mas o pedido não foi acatado pelo Conselho do Ministério Público. 

 

Além de Alckmin, também estão sendo investigados Adhemar César Ribeiro, cunhado do tucano, e o ex-secretário e ex-tesoureiro da campanha de 2014, Marcos Monteiro. As denúncias também estão sendo investigadas pela Justiça Eleitoral.

Últimas notícias
Saúde

Prefeitura do Rio suspende vacinação contra a gripe por falta de doses

A secretaria municipal de Saúde informou, no entanto, que novas doses devem chegar ainda hoje, e com isso, a expectativa é retomar a aplicação da vacina contra a influenza amanhã à tarde.

Baixar arquivo
Saúde

Campanha chama a atenção para o combate ao mosquito Aedes aegypti

Doze estados brasileiros apresentaram aumento de casos de dengue e zika vírus este ano em relação ao ano passado, e os casos de chikungunya cresceram em 17 estados.

Baixar arquivo
Economia

Indicador que mede incerteza da economia apresenta queda em novembro

O resultado do indicador em novembro é reflexo da continuidade da melhora dos indicadores da Covid-19 no Brasil, associada a fatores negativos no campo econômico, como a inflação e juros elevados e a desaceleração do crescimento doméstico e internacional.

Baixar arquivo
Geral

No Rio, Polícia Federal desarticula emissoras de rádio clandestinas

A operação aconteceu em bairros e comunidades da zona oeste carioca, após denúncia de que as rádios estavam colocando em risco as operações nos aeroportos Santos Dumont e o Internacional Tom Jobim.

Baixar arquivo
Cultura

Em 30 de novembro de 1982, Michael Jackson lançava o álbum Thriller

Disco é citado até hoje como um dos melhores de todos os tempos e foi o álbum mais vendido no mundo, com cerca de 65 de milhões de cópias. Sucesso de público e de mídia, o trabalho rendeu oito Grammys. 

Baixar arquivo
Cultura

Professor da USP traduz cartas de indígenas no Brasil do século XVII

Cartas trocadas entre indígenas do Brasil em tupi antigo, em 1645, foram traduzidas pelo pesquisador e professor da USP, Eduardo Navarro. O contexto era o da disputa entre Portugal e Holanda por terras brasileiras, hoje, o estado de Pernambuco.

Baixar arquivo