Prefeito eleito do Rio anuncia dez medidas contra covid-19

Eduardo Paes também confirmou Daniel Soranz como secretário de Saúde

Publicado em segunda-feira, 30 Novembro, 2020 - 22:00 Por Fabiana Sampaio - Rio de Janeiro

O prefeito eleito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, anunciou dez medidas que serão adotadas pela prefeitura na área da saúde para enfrentamento da pandemia da covid-19 a partir de janeiro.

Paes confirmou o nome do seu primeiro secretário, que vai comandar a área da saúde, o médico sanitarista Daniel Soranz. Soranz já ocupou o cargo na administração anterior de Paes, a partir de 2014.

Em entrevista coletiva na tarde desta segunda-feira (30), o prefeito eleito afirmou que a saúde da cidade vai estar em boas mãos e que a prefeitura vai trabalhar em conjunto com o governo do estado para melhorar a transmissão de informações sobre a covid para a população.

Entre as medidas anunciadas pelo novo secretário, durante a coletiva de imprensa, estão o rastreamento de contatos de pessoas contaminadas para evitar a cadeia de transmissão da doença, o reforço na testagem para o coronavírus e agilidade nos resultados.

Daniel Soranz destacou que o Rio tem uma taxa de mortalidade muito alta, que é o número de mortes proporcional à população, de quase o dobro da taxa da cidade de São Paulo. O futuro secretário afirmou que mais de 1.200 pessoas morreram na cidade no auge da pandemia, sem acesso a um leito adequado nas unidades de emergência.

E prometeu reverter a situação de hospitais que atualmente estão com leitos fechados, além da abertura de 100 leitos no Hospital Municipal Ronaldo Gazzolla, que funcionou como unidade de referência da covid no município.

Daniel Soranz também afirmou que vai disponibilizar publicamente em um sistema digital a situação dos leitos na cidade para a que a população possa acompanhar a ocupação das vagas em tempo real.

 

 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Saúde

2 milhões de doses de vacina da Índia contra Covid-19 chegam ao Brasil

Agora as vacinas são enviadas para o Rio de Janeiro, onde fica a sede da Fiocruz. Ao longo da madrugada e da manhã deste sábado, as doses vão passar por testes de qualidade e vão receber etiquetas. À tarde, os 2 milhões de doses da Covishield começam a ser enviados para os estados.

Baixar arquivo
Cultura

Peças de matriz africana são doadas definitivamente para museu no RJ

519 peças de religiões de matriz afro-brasileira serão doadas de forma definitiva ao Museu da República, no Catete, Zona Sul da capital fluminense. Todos os objetos sagrados para praticantes do candomblé e da umbanda foram apreendidos pela polícia entre os anos de 1889 e 1945, época em que o Código Penal legitimava a intolerância religiosa. A liberação da coleção era um pedido antigo de lideranças religiosas.

Baixar arquivo
Educação

Enem 2020 traz novidades para melhorar acessibilidade

Alunos usam aplicativo que transforma o texto do monitor em voz e redação em braile. Além isso, correção das provas de candidatos autistas e surdocegos será feita por banca especial.

Baixar arquivo
Internacional

Hungria compra vacina russa Sputnik V

Com a compra de 2 milhões de doses da vacina russa Sputnik V, a Hungria é o primeiro país da União Europeia a conceder autorização inicial para uso no país.

Baixar arquivo
Saúde

Depois de suspensa, vacinação em Manaus pode recomeçar hoje

Gestores do estado e do município estudam os critérios para a vacinação dos profissionais e trabalhadores da saúde na rede estadual, já que as doses recebidas foram insuficientes para esta primeira etapa.

Baixar arquivo
Geral

Organizações religiosas serão incluídas em cadastro nacional

Documento trará dados das igrejas e estará disponível em 30 dias. A ferramenta também vai conter informações coletadas pelo IBGE, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, sobre a religião da população brasileira. Com isso, será possível formular políticas públicas para o setor.

Baixar arquivo