Governo pretende privatizar 115 bens públicos em 2021

Na lista há Correios, Eletrobras, 16 aeroportos, rodovias e florestas

Publicado em 02/12/2020 - 21:35 Por Renata Martins - Brasília

O governo federal pretende privatizar 115 bens públicos em 2021. Na lista estão os correios, a Eletrobras, a CBTU, rodovias, aeroportos e florestas.

O Conselho do PPI - Programa de Parcerias de Investimentos – apresentou nessa quarta-feira os empreendimentos a serem leiloados no próximo ano.

Serão 16 aeroportos, incluindo Congonhas, em São Paulo; Santos Dumont, no Rio de Janeiro; e um bloco de terminais no Pará e no Amazonas.

Já os projetos para transferir rodovias federais à iniciativa privada incluem a Via Dutra - que liga São Paulo ao Rio de Janeiro. Além disso, o PPI inclui ferrovias e terminais portuários.

Com as privatizações, o governo pretende arrecadar R$ 367 bilhões em 2021.

Um número bem superior ao que foi executado esse ano. Até 2 de dezembro, foram realizados 18 leilões, que resultaram em uma arrecadação de cerca de R$ 40 bilhões.

Durante coletiva, em Brasília, a secretária especial do PPI, Martha Seillier, afirmou que todos os projetos apresentados como leilões possíveis já estão com a estruturação em curso.

O governo federal também pretende conceder para a iniciativa privada 11 parques para visitação. O projeto inclui os Lençóis Maranhenses, Cataratas do Iguaçu, Jericoacoara, Canela, Chapada dos Guimarães e Serra dos Órgãos.

Outras seis áreas serão disponibilizadas para manejo florestal no Amazonas.

Oito empresas públicas estão na lista de privatização, entre elas a CBTU, Companhia Brasileira de Trens Urbanos; o Serpro, Serviço Federal de Processamento de Dados; e a DataPrev, Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência.

A venda de algumas empresas precisa de aprovação no Congresso Nacional. No caso dos Correios, o serviço postal é responsabilidade da União e a empresa foi criada por meio de um projeto de lei. Segundo a Secretaria Especial do PPI, a proposta de remodelação da empresa postal deve ser enviada em alguns dias para apreciação de deputados e senadores.

A privatização da Eletrobras – empresa estatal que atua na geração, transmissão e distribuição de energia – também precisa de aprovação do Congresso. A empresa tem uma das maiores previsões de arrecadação: R$ 60 bilhões.

A ideia de ampliar a participação privada no setor elétrico é alvo de críticas. Em novembro, o incêndio dos dois transformadores em funcionamento para abastecer 13 cidades do Amapá deixou o estado no escuro. A subestação é de uma empresa privada – a Linhas de Macapá Transmissora de Energia. Para resolver o fornecimento, foram necessários recursos e estrutura do poder público, com equipamentos e servidores da Eletrobras.

Para Ikaro Chaves, Diretor da Associação dos Engenheiros e Técnicos do Sistema Eletrobras, a privatização da empresa trará prejuízos incalculáveis para a população brasileira.

Já a secretária especial do PPI, Martha Seillier afirma que a Eletrobras tem dificuldade de realizar investimentos por causa do controle estatal.

Nem todas a empresas públicas dependentes do tesouro serão privatizadas. Martha Seillier cita a Embrapa, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, como estratégica e sem expectativa de ser leiloada.

A privatização da EBC, Empresa Brasil de Comunicação, responsável pelas Rádios Nacional, TV Brasil e Agência Brasil, ainda está em estudo e não está prevista para 2021.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Justiça

Vacina covid: TJ Rio mantém prioridade de professores e policiais

O presidente do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, desembargador Henrique Carlos de Andrade Figueira, decidiu manter, na íntegra, o decreto estadual que beneficia os trabalhadores das forças de segurança e da educação como parte do grupo prioritário para vacinação contra a covid-19. 

Baixar arquivo
Segurança

PM do Rio prende lider de facção acusado de mais de 30 homicídios

O Comando de Operações Especiais da Polícia Militar do Rio de Janeiro prendeu, na manhã deste sábado, um homem apontado como líder de uma facção criminosa do tráfico no Estado.

Baixar arquivo
Saúde

Em Maceió prefeitura organiza ação de vacinação por 24 horas

Na capital Alagoana, Maceió, a imunização contra a covid-19 não vai ter descanso neste fim de semana. A vacinação vai ocorrer por 24 horas. A força-tarefa vai ter início às 16h deste sábado e se estende até às 16h de domingo.

Baixar arquivo
Economia

Caixa paga neste domingo auxílio emergencial para nascidos em março

A Caixa Econômica Federal começa a pagar neste domingo a primeira parcela do Auxílio Emergencial 2021 aos beneficiários nascidos em março e que não fazem parte do Bolsa Família. A Caixa informou que nessa sexta-feira dois milhões de pessoas nascidas em fevereiro receberam os pagamentos.

Baixar arquivo
Economia

Cheia de rios no Amazonas provoca perdas financeiras para agricultores

A cheia dos rios no Amazonas já provocou perdas financeiras para os agricultores em 15 municípios do Estado. As produções agrícolas mais afetadas ficam nas regiões dos rios Purus, Juruá, Madeira e médio Solimões. De acordo com o Idam o prejuízo pode chegar a R$ 100 milhões

Baixar arquivo
Direitos Humanos

Campanha recebe doações para compra de absorventes para refugiadas

Chamada de Todos por Elas, a iniciativa da AGU pretende arrecadar R$ 50 mil até o Dia das Mães, 9 de maio, para a compra de kits de cuidados básicos e higiene pessoal.

Baixar arquivo