Em CPI, Mandetta diz que não defendeu kit covid por não ter eficácia

Publicado em 04/05/2021 - 20:52 Por Victor Ribeiro - Repórter da Rádio Nacional - Brasília

O ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta concedeu, nesta terça-feira (4), o primeiro depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid, no Senado, que apura a conduta do governo federal durante a pandemia e o repasse de recursos da União para os estados.

A reunião começou às 11h e durou quase oito horas. Ele falou como testemunha e, por isso, se comprometeu a dizer a verdade.

Mandetta foi ministro da Saúde do começo de 2019 até o dia 16 de abril do ano passado, quando o país registrou 188 novas mortes e alcançou 1.924 vítimas da covid-19. A maior parte das perguntas foi no sentido de entender quantas dessas mortes, que hoje passam de 410 mil, poderiam ter sido evitadas.

Os senadores perguntaram por que o ex-ministro não defendeu o uso de remédios do chamado kit covid, como fizeram outros integrantes do governo. Luiz Henrique Mandetta afirmou que, diante de métodos científicos, esses medicamentos não tiveram eficácia.

Luiz Henrique Mandetta disse que, enquanto esteve no cargo, o Ministério da Saúde não pediu que o laboratório do Exército fabricasse cloroquina. Ele contou que, dias antes de ser demitido, participou de uma reunião no Palácio do Planalto, sem o presidente Jair Bolsonaro, em que foi apresentada uma proposta de decreto presidencial para alterar a bula da cloroquina e incluir a covid-19 entre as doenças para as quais o medicamento seria indicado. O então ministro disse que ele e o diretor-presidente da Anvisa, Antônio Barra Torres, informaram que bula é alterada pela agência reguladora e não por decreto.

Mandetta também respondeu sobre as orientações para a população. Os senadores perguntaram se o ministério recomendava que as pessoas com covid só procurassem atendimento médico quando a situação se agravasse. O ex-ministro afirmou que as orientações atuais são as mesmas desde a declaração de pandemia, em março do ano passado.

Luiz Henrique Mandetta disse que sempre se baseou em evidências científicas e orientou a população a praticar a etiqueta respiratória, higiene das mãos, uso de máscara e afastamento social. Segundo ele, essas são as únicas formas de prevenir a doença.

Os depoimentos de outros dois ex-ministros da Saúde foram adiados. O de Nelson Teich passou para esta quarta-feira (5), às 10h, e o de Eduardo Pazuello ficou para o dia 19 de maio. Mais cedo, Pazuello informou que, no último domingo, teve contato com dois servidores do Palácio do Planalto que testaram positivo para covid.

Edição: Bianca Paiva / L Pedrosa

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Internacional

Mãe poderá concluir curso de medicina perto da família, decide Justiça

Ser médica, casar e ter filhos. Esses eram os sonhos da Ana Luísa Guedes. Em 2018, tudo parecia estar indo exatamente como planejou: a brasiliense passou no vestibular e estava cursando medicina numa universidade federal em Niterói.

Baixar arquivo
Saúde

Média de idade das vítimas da covid-19 no país cai quase oito anos

Segundo o boletim epidemiológico divulgado pela Fiocruz nessa sexta-feira (7), esse não é o único dado que mostra que a pandemia está atingindo grupos mais jovens da população.

Baixar arquivo
Justiça

Sobe para 29 número de mortos em operação no Jacarezinho

Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro está investigando as circunstâncias das mortes na ação policial no Jacarezinho para apurar se houve violações a direitos durante a ação.

Baixar arquivo
Meio Ambiente

Três navios são apontados como suspeitos por derramamento de óleo

As conclusões estão no inquérito da Polícia Federal sobre o caso. De acordo com a Marinha, os principais suspeitos são o Navio-Tanque Bouboulina, o Navio Tanque City Of Tokyo e o Navio Tanque Godam.

Baixar arquivo
Cultura

Orquestra Afro-Brasileira fará apresentação virtual pelo 13 de maio

 A apresentação da Orquestra Afro-Brasileira será exibida no dia 13 de maio, no canal Cultne, a partir das 19h, no Youtube.

Baixar arquivo
Geral

Covid: hospital reúne cartas afetivas para pacientes e profissionais

Envio pode ser feito de todo o Brasil, por e-mail, para o Hospital Universitário de Brasília. Mensagens incentivam equipes e tornam internação de infectados menos solitária.

Baixar arquivo