Vetado projeto que previa ações emergenciais à agricultura familiar

O governo justificou o veto devido aos impactos econômicos da pandemia

Publicado em 17/09/2021 - 15:12 Por Sayonara Moreno - Repórter da Rádio Nacional - Brasília

No fim do prazo para sancionar o projeto de lei aprovado no Congresso Nacional, o Presidente Jair Bolsonaro vetou, totalmente, a medida que previa ações emergenciais de amparo à agricultura familiar, devido aos impactos econômicos da pandemia de covid-19.

Segundo o governo federal, o PL foi vetado para cumprir as normas orçamentárias e financeiras vigentes. O projeto de lei estabelecia medidas de suporte à agricultura familiar até o fim de 2022, como prorrogação, descontos, renegociação de dívidas de operação de crédito rural e, também, flexibilização na concessão de crédito.

Durante a live semanal, nas redes sociais, o Presidente Jair Bolsonaro disse, nessa quinta, que vetou o PL de autoria do deputado Pedro Uczai, para cumprir a lei.

Por norma, o veto presidencial volta para o congresso. Por lá, os parlamentares decidem se mantêm ou derrubam a decisão do presidente, que já antecipou recorrer, caso o veto seja derrubado.

Estava previsto, também, o Fomento Emergencial de Inclusão Produtiva Rural, com a transferência de R$ 2,500, diretamente para a unidade familiar, além da criação do Programa de Atendimento Emergencial à Agricultura Familiar, que deveria ser executado até dezembro do ano que vem.

A secretaria Geral da Presidência explicou que o veto foi orientado pelos ministérios da Economia e da Agricultura e foi determinado para que as propostas não sobreponham às ações já existentes, como os programas “Alimenta Brasil” e de “Fomento às Atividades Produtivas”.

Edição: Sâmia Mendes / Beatriz Arcoverde

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Geral

Acidente na Dutra deixa um morto e bloqueia pistas por três horas

Foram mais de três horas de congestionamento na madrugada desta terça-feira. O motorista do caminhão que transportava placas de granito, morreu no local.

Baixar arquivo
Geral

Há 45 anos, morria o pintor Di Cavalcanti

Di Cavalcanti foi um dos mais ilustres representantes do modernismo brasileiro e um dos idealizadores da Semana de Arte Moderna de 1922. Além de pintor, foi desenhista, ilustrador, muralista, caricaturista, escritor, jornalista e poeta.

Baixar arquivo
Saúde

Estações do BRT vão receber pontos de vacinação no Rio de Janeiro

A partir desta terça-feira, quatro estações do sistema BRT, ônibus articulados que circulam no município do Rio, vão receber postos itinerantes para aplicação da primeira e segunda doses da vacina contra a Covid.

Baixar arquivo
Educação

Educação: 91% da rede pública quer fazer faculdade, diz estudo da CNI

Pesquisa da Confederação Nacional da Indústria ouviu 2 mil alunos do Ensino Médio de São Paulo e Mato Grosso do Sul, que falaram sobre as mudanças no novo Ensino Médio que vão passar a valer em 2022. 

Baixar arquivo
Educação

Como lidar com a ansiedade na hora do Enem

À medida que o Exame Nacional do Ensino Médio se aproxima, aumentam a ansiedade e o nervosismo de muitos candidatos. O que é natural, já que o desempenho nessas provas pode definir o futuro profissional de muita gente.

Baixar arquivo
Meio Ambiente

Próximo à COP26, governo cria comitê sobre mudanças climáticas

Também foi criado nesta segunda-feira (25) o Programa Nacional de Crescimento Verde, coordenado pelos ministérios do Meio Ambiente e da Economia. A iniciativa tem como objetivo aliar a redução das emissões de carbono, conservação de florestas e uso racional de recursos naturais com geração de emprego verde e crescimento econômico.

Baixar arquivo