Inquérito vai investigar participação de deputados em atos golpistas

Publicado em 24/01/2023 - 12:17 Por Gabriel Corrêa - Repórter da Rádio Nacional - São Luís

Três deputados federais eleitos se tornaram alvos de inquéritos relacionados à invasão e depredação dos prédios do Palácio do Planalto, Congresso Nacional e Supremo Tribunal Federal no dia 8 de janeiro. O pedido de investigação feito pela Procuradoria-Geral da República foi atendido pelo ministro do STF, Alexandre de Moraes. Moraes também retirou o sigilo dos processos nessa segunda-feira (23).

Os parlamentares do PL, André Fernandes e Sílvia Waiãpi, e Clarissa Tércio, do PP, são acusados de fazer postagens em redes sociais incentivando os atos golpistas. 

No dia dos ataques, a deputada Clarissa Tércio postou no Instagram a seguinte mensagem: "Acabamos de tomar o poder. Estamos dentro do Congresso. Todo povo está aqui em cima. Isso vai ficar para a história, a história dos meus netos, dos meus bisnetos."

Também no Instagram, a deputada Sílvia Waiãpi postou vídeos dos atos com a legenda: "Povo toma a Esplanada dos Ministérios nesse domingo! Tomada de poder pelo povo brasileiro insatisfeito com o governo vermelho."

Já o deputado André Fernandes publicou um vídeo no Twitter, no dia 6, convocando "ato contra o governo Lula", e afirmando que ele estaria presente. No dia das invasões, ele ainda postou a imagem de uma porta vandalizada, onde estava escrito o nome do ministro Alexandre de Moraes, com a legenda: "Quem rir vai preso”.

De acordo com o advogado Erik Moraes, da Ordem dos Advogados do Brasil no Maranhão, há uma grande diferença entre "liberdade de expressão" e incitações, como as dos três parlamentares, que ferem outros direitos do cidadão.

A Polícia Federal tem até o início de março para conclusão dos inquéritos. O advogado Erik Moraes explica as possíveis consequências, caso a PF confirme as acusações.

Nossa reportagem tentou contato com os três parlamentares, mas ainda não obteve retorno.

Edição: Nádia Faggiani/ Renata Batista

Últimas notícias
Geral

Apoiadores de Bolsonaro fazem ato público no Rio de Janeiro

Os discursos de aliados do ex-presidente misturaram política e religião, em favor de Bolsonaro, do dono da rede social X, Elon Musk, e da liberdade de expressão.

Baixar arquivo
Saúde

Brasil registra paciente com cólera em Salvador

O caso autóctone da doença – que teve origem no local onde ocorreu o diagnóstico - foi confirmado pelo Ministério da Saúde.

Baixar arquivo
Política

PEC do Quinquênio deve ser analisada no plenário do Senado nesta terça

A proposta de Emenda à Constituição estabelece um adicional por tempo de serviço para magistrados, integrantes do Ministério Público, advogados públicos, delegados da Polícia Federal e outras carreiras.

Baixar arquivo
Direitos Humanos

Mulheres vão às ruas, pelo direito ao parto humanizado

Na marcha, mulheres reivindicam pelo direito de escolha na hora do parto e pelo direito ao atendimento por enfermeiras obstétricas.

Baixar arquivo
Segurança

Perfis bloqueados no X por ordem judicial ainda fazem transmissões

Isso é o que diz um relatório parcial da Polícia Federal (PF) aberto para investigar o empresário norte-americano e dono do antigo Twitter, Elon Musk. Foi constatado ainda que os perfis interagem com usuários brasileiros.

Baixar arquivo
Justiça

E-mail indica que Samarco conhecia risco de colapso em Mariana

Um e-mail enviado por um ex-executivo da mineradora inglesa BHP ao conselho de administração da Samarco está sendo utilizado pela defesa dos atingidos pela tragédia de Mariana (MG) como prova de que a empresa sabia dos riscos de rompimento da barragem.

Baixar arquivo