Niterói decreta emergência para conter coronavírus

Covid-19

Publicado em 17/03/2020 - 13:04 Por Tâmara Freire - Rio de Janeiro

A Prefeitura de Niterói, município da região metropolitana do Rio, também decretou estado de emergência em saúde pública para tentar minimizar o avanço do novo coronavírus.


O município, com quase 500 mil habitantes - e que tem uma grande circulação de pessoas em direção a capital -, já tem um caso confirmado da doença, e dezenas de suspeitos sob investigação.


O decreto do estado de emergência publicado nesta terça-feira determina o fechamento de espaços públicos como o Museu de Arte Contemporânea e o Campo de São Bento, por 20 dias.


Suspende ainda as férias dos servidores da saúde e todas as cirurgias eletivas, ou seja, sem emergência. A prefeitura também determinou que todos os servidores com mais de 60 anos passem a trabalhar de casa, medida que atinge quase 800 funcionários.


O secretário municipal de saúde, Rodrigo de Oliveira, reforçou que todas essas medidas estão sendo tomadas para diminuir a circulação de pessoas nas ruas, portanto é preciso que os moradores respeitem as orientações de isolamento social.


E o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, complementou que respeitar o isolamento é muito importante, inclusive para quem não está no grupo de risco de desenvolver casos graves da doença.


As aulas no município já estavam suspensas desde o início desta semana, mas as escolas continuam recebendo alunos no horário das refeições. Neves também reconheceu que a doença terá impactos enormes na economia, por isso, a prefeitura vai adiar por 3 meses o pagamento do imposto sobre serviço, para diminuir os custos dos empreendimentos prejudicados pela queda na atividade econômica.

 

A prefeitura de niterói também garantiu que está seguindo a determinação do plano estadual de contingência, com seis hospitais, dois serviços de pronto atendimento, 56 unidades básicas de saúde e o Serviço Móvel de Urgência, o SAMU, prontos para atender a população.

 

Além disso, seis leitos de isolamento para casos do novo coronavírus foram reservados nas unidades municipais, com previsão de abertura de outros, caso seja necessário.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Geral

Governo vai expandir possibilidade de sinal de rádio FM

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, assinou nesta quinta-feira (13) uma portaria, junto com o presidente Jair Bolsonaro, para regularizar o serviço de retransmissão de rádio.

Baixar arquivo
Saúde

Rio registra aumento de leitos hospitalares pela 1ª vez em 10 anos

Após a perda de 16 mil leitos hospitalares, apenas entre 2011 e 2019, o Rio de Janeiro viu, em 2020, pela primeira vez, aumento no registro de vagas nas unidades de saúde.

Baixar arquivo
Política

Pesquisa DataSenado faz mapeamento de como a pandemia afetou o ensino

Estudante do oitavo ano do ensino fundamental em Brasília, Arthur Cardoso relata os desafios que tem enfrentado desde que as escolas fecharam, por consequência da pandemia do novo coronavírus.
 

Baixar arquivo
Saúde

Planos de saúde devem cobrir teste rápido de Covid-19

Os planos de saúde são obrigados a cobrir os testes sorológicos para a Covid-19. A medida foi aprovada pela Diretoria da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), por unanimidade, em reunião nesta quinta-feira (13).

Baixar arquivo
Economia

Governo lança aplicativo eSocial Doméstico para empregadores

A partir de agora o eSocial  tem aplicativo para celulares. Com a medida, empregadores poderão realizar registro do empregado e gerenciamento da folha de pagamento pelo celular.

Baixar arquivo
Política

Saúde diz que usou 48% dos recursos destinados ao combate à pandemia

O Ministério da Saúde gastou 48% dos recursos destinados exclusivamente para o combate à pandemia da Covid-19, informou o ministro interino da pasta, Eduardo Pazuello, durante audiência pública realizada nesta quinta-feira (13) no Congresso Nacional.

Baixar arquivo