Atualização da caderneta e vacinação de polio e sarampo vão até dia 30

Ministério da Saúde alerta para queda na cobertura vacinal

Publicado em sexta-feira, 23 Outubro, 2020 - 20:07 Por Renata Martins - Brasília

Três campanhas de vacinação se enceram em uma semana. As ações contra a poliomielite e o sarampo e a multivacinação vão até dia 30 de outubro.

A vacina da poliomielite é para crianças de 1 a  5 anos de idade incompletos. A gotinha previne contra a paralisia infantil. O Ministério da Saúde estima que 11 milhões de crianças devem receber a dose contra a poliomielite. A meta é vacinar pelo menos 95% deste público.

Há, ainda, a de combate ao sarampo. Essa, para o público de 20 a 49 anos de idade. A campanha é indiscriminada, ou seja, mesmo aqueles que já tomaram a vacina de sarampo podem tomar outra dose.

Até o final deste mês também está em vigor a Campanha Nacional de Multivacinação, voltada para menores de 15 anos de idade. O objetivo é a atualização da caderneta desse público.

No Distrito Federal, postos de saúde funcionando em horários diferentes, filas e longa espera para conseguir vacinar os filhos têm gerado reclamações.

Laura Souza vacinou os dois filho no sábado (17) – dia D da campanha. Ela relata que ao levar as crianças para consultar no meio da semana presenciou muita confusão no setor de vacinas da Unidade Básica de Saúde 01 do Paranoá.

A Secretaria de Saúde informou que o horário de vacinação ocorre em todas as salas, de 8h às 17h. As salas estão abastecidas com as vacinas, mas faltas pontuais podem ocorrer.
Porém, na relação dos postos de vacinação, disponível na página da secretaria, não há um padrão de horário. Alguns fecham para o almoço, outros não. Os dias de funcionamento também são diferentes, a depender da unidade, e nem todos têm expediente aos sábados.

Em três semanas de Campanha Nacional de Vacinação Contra a Poliomielite, o Distrito Federal vacinou apenas 30% da meta, que é imunizar 160 mil crianças.

O Ministério da Saúde tem alertado sobre a queda na cobertura vacinal nos últimos anos. Em 2019, por exemplo, cerca de 7,7 milhões de crianças e adolescentes não se vacinaram contra a Febre Amarela.

O Ministério da Saúde afirma ainda que distribuiu mais de 23,3 milhões de doses da vacina oral contra a poliomielite aos estados - 304 mil delas  para o DF.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Direitos Humanos

Começa a Conferência dos Direitos da Criança e do Adolescente

Proteger de forma integral crianças e adolescentes, garantindo a diversidade e o enfrentamento à violência: esse é o tema da 11º Conferência Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente. O evento vai até o dia 10 de dezembro, e tem transmissão aberta nas redes sociais do Conanda.

Baixar arquivo
Justiça

STF decide que data de concurso pode ser alterada por motivo religioso

Após três sessões de julgamento, por 7 votos a 4, a Corte entendeu que as provas podem ser remarcadas para outra data que não conste no edital, desde que a mudança não cause prejuízos para a administração pública e à preservação da igualdade na seleção dos candidatos.

Baixar arquivo
Direitos Humanos

Prefeitura do Rio terá que criar repúblicas para jovens não adotados

Decisão é resultado de uma ação da Defensoria Pública do estado. Medida vai contemplar jovens que alcançam a maioridade antes de serem adotados ou não têm mais vínculo com suas famílias

Baixar arquivo
Geral

Itaí, cidade de 39 das 41 vítimas de acidente em SP, tem luto coletivo

O velório das vítimas, a maioria jovem, foi coletivo e ocupou dois ginásios de esportes. Cada família teve em média duas horas para se despedir das vítimas. Os sepultamentos duraram a madrugada inteira e terminaram na tarde dessa quinta-feira.

Baixar arquivo
Economia

Bolsonaro comemora criação de empregos apesar da pandemia

O presidente Jair Bolsonaro disse estar otimista para fechar o ano no positivo em relação à criação de empregos formais.

Baixar arquivo