Covid-19: Anvisa autoriza que voluntários de 3 pesquisas tomem vacina

Essas pessoas tinham tomado placebo durante as pesquisas

Publicado em quarta-feira, 20 Janeiro, 2021 - 21:24 Por Victor Ribeiro - Brasília

A Anvisa autorizou a Pfizer, a Fiocruz e o Instituto Butantan a aplicarem vacinas nos voluntários brasileiros que participaram das pesquisas e tinham tomado placebo - aquela substância sem efeito.

Com isso, os cientistas estão autorizados a identificar quais voluntários tomaram a vacina e quais fizeram parte do grupo de controle. Os testes continuam em andamento e é normal esse tipo de alteração ocorrer durante um estudo.

A solicitação foi feita pelas empresas à Anvisa. A autorização da agência é necessária porque essa medida pode afetar a coleta e as conclusões sobre os objetivos dos estudos.

A medida não muda nada sobre os pedidos de uso emergencial já feitos pela Fiocruz e o Butantan. E a Pfizer ainda não fez esse pedido.

Atualmente os técnicos da Anvisa avaliam apenas uma solicitação de uso emergencial de vacina. É o pedido feito pelo Butantan, na segunda-feira, para 4,8 milhões de doses da CoronaVac fabricadas na China e envasadas no Brasil.

De acordo com a Anvisa, até essa quarta-feira, 73,09% dos documentos enviados tiveram a análise concluída ou são considerados superados, devido à análise do primeiro pedido de uso, que foi autorizado no último domingo. A Anvisa já havia informado que não seria necessário reavaliar nenhuma documentação que fosse igual ao primeiro pedido.

Os outros 26,91% dos documentos estão em análise. Quando esta etapa terminar, a Anvisa vai marcar uma nova reunião pública da diretoria colegiada para anunciar a decisão sobre o segundo pedido de uso emergencial de vacinas feito pelo Instituto Butantan.

A resposta deve sair até o dia 29, mas a Anvisa informou que pretende se manifestar o mais rápido possível.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Educação

MPDFT pede volta de aulas presenciais na rede pública de ensino

No processo, o MP defende que a educação deve ter seu retorno definido como prioridade pelo governo local, por considerar uma atividade essencial. Também pede a retomada das aulas presenciais de forma escalonada, progressiva e facultativa aos pais e responsáveis, sendo respeitados todos os protocolos de segurança sanitária nos ambientes escolares para impedir a propagação da covid-19.

Baixar arquivo
Política

Senado deve votar hoje PEC sobre retomada do auxílio emergencial

A proposta é a que abre caminho para a volta do auxílio emergencial, que será pago em 4 parcelas mensais de R$250, segundo a previsão do governo.

Baixar arquivo
Esportes

Copa do Nordeste: Fortaleza e CRB se enfrentam nesta quarta-feira

Hoje tem jogo pela Copa do Nordeste: Fortaleza e CRB. 

Confira também os jogos pelos campeonatos estaduais marcados para esta quarta-feira (3), com Bruno Mendes. 

Baixar arquivo
Política

Empresas privadas poderão comprar vacina contra a covid-19

Projeto foi aprovado na Câmara e segue para sanção presidencial.  O texto aprovado pelos deputados estabelece que enquanto durar a vacinação dos grupos prioritários, as doses compradas pela iniciativa privada deverão ser integralmente doadas ao SUS.

Baixar arquivo
Saúde

Governadores pedem ação integrada para combate à covid-19

Ao longo do dia, os governadores também estiveram com representantes do Ministério da Saúde. E ouviram da presidente da Comissão de Orçamento, a deputada Flávia Arruda, do PL, a promessa de receberem R$14,5 bilhões  em emendas parlamentares destinadas ao Sistema Único de Saúde.

Baixar arquivo
Política

Não há crise entre o Brasil, China e Estados Unidos, diz ministro

O ministro das relações exteriores, Ernesto Araújo, afirmou hoje que não há crise entre o Brasil, China e Estados Unidos. Na coletiva de imprensa sobre a política externa, realizada, nessa terça (02), Araújo disse que a crise com embaixador chinês no país está superada.

Baixar arquivo