Demora na entrega de insumos faz Fiocruz suspender entrega de vacinas

Publicado em 03/09/2021 - 19:50 Por Tatiana Alves - Repórter da Rádio Nacional - Rio de Janeiro

A Fundação Oswaldo Cruz anunciou que ficará duas semanas sem entregar doses da AstraZeneca para o Ministério da Saúde. É a primeira vez que isso acontece desde o início da produção da vacina contra a Covid-19 no Brasil. 

Com isso, a população que precisa tomar a segunda dose do imunizante corre o risco de ter que esperar para completar o esquema vacinal.

O atraso ocorre por conta da demora na entrega do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA), que é o componente usado para fabricar a vacina. O composto é importado da China.

A produção da AstraZeneca leva pelo menos três semanas, mas a Fiocruz garante que vai entregar, ainda nesse mês, 15 milhões de doses. As próximas remessas, no entanto, só estão programadas para a semana do dia 13 a 17 de setembro. Até lá, pode faltar vacina para quem precisa tomar a segunda dose.

Em agosto, a Fiocruz entregou a menor quantidade de vacinas desde o começo da produção, em março. No mês passado, foram 11,4 milhões doses de AstraZeneca. Essa quantidade é quase a metade de maio, quando foram 21 milhões.

A Fundação diz que o problema é a falta de matéria-prima e que sua capacidade de produção sempre foi maior do que a quantidade de IFA recebida.

Neste momento, há mais de 6 milhões de doses na etapa de controle de qualidade. A AstraZeneca tem garantido entregas mensais de lotes de IFA, conforme acordado. No entanto, a Fiocruz vem tentando acelerar o envio das remessas junto à farmacêutica de forma a garantir entregas semanais ininterruptas.

Edição: Bianca Paiva / Guilherme Strozi

Últimas notícias
Segurança

Números caem, mas índice de crimes violentos permanece alto no Brasil

Diversos estados brasileiros registram queda no número de crimes violentos em 2021, na comparação com 2020. Mas Fórum Nacional de Segurança considera os índices ainda muito altos, se comparados com o de outros países.

Baixar arquivo
Geral

Falésias de Morro de São Paulo (BA) correm risco de desabamento

O alerta da prefeitura de Cairu, na Bahia, foi reforçado após o período de fortes chuvas no estado. Há trechos de Morro de São Paulo onde há, inclusive, condomínios residenciais que ficam perto das falésias. Quem mora, ou trabalha nessas áreas, já foi informado sobre os riscos.

Baixar arquivo
Economia

Índice Geral de Preços registra alta de 17,82% nos últimos 12 meses

A inflação medida pelo IGP-10,  Índice Geral de Preços, calculado pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas, subiu 1,79% em janeiro.

Baixar arquivo
Geral

Volta do rodízio registra trânsito abaixo da média na capital paulista

Houve apenas um pico de 1,5% das vias congestionadas às 8 horas e a partir das 10h também foi registrado um fluxo abaixo para o dia e horário com 0,5% das vias congestionadas nesse período.

Baixar arquivo
Cultura

Nove em dez artistas perderam dinheiro durante a pandemia no Brasil

Este é um dos dados da pesquisa "Músicos e Pandemia", realizada em parceria entre a União Brasileira dos Compositores e a ESPM, Escola Superior de Propaganda e Marketing. E quase metade dos entrevistados perderam 100% da renda que ganhavam com música antes da pandemia. 

Baixar arquivo
Saúde

Aparecimento de superfungo em Pernambuco coloca autoridades em alerta

O microrganismo tem uma alta taxa de letalidade e é resistente a antifúngicos e outros medicamentos.

Baixar arquivo