Queiroga reforça que vacinação é a principal arma contra a covid-19

Publicado em 29/11/2021 - 10:07 Por Ana Lúcia Caldas* - Repórter da Rádio Nacional - Brasília

O mundo está em alerta com o surgimento da nova variante do coronavírus: a Ômicron. Aqui no Brasil, em reunião de trabalho nesse domingo (28), o  ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, reafirmou que a principal arma contra a covid-19 é a vacinação.

"Gostaria de tranquilizar todos os brasileiros, porque os cuidados com essa variante são os mesmos cuidados com as outras variantes. E a principal arma que nós temos para enfrentar essas situações é a nossa campanha de imunização. O Brasil, como vocês sabem, vai muito bem: nós já distribuímos mais de 372 milhões e doses de vacina e dessas, 308 milhões já foram aplicadas nos brasileiros. É por isso que hoje vivemos um cenário epidemiológico de maior tranquilidade".

Presente ao encontro, o  secretário de Vigilância em Saúde, Arnaldo Medeiros, disse que o país está preparado para essa nova cepa. No entanto, reforçou que as medidas de proteção, como uso de máscara e distanciamento, devem ser mantidas.

"E que mantenhamos as chamadas medidas não-farmacológicas: evitarmos aglomerações fúteis, a higienização das mãos, o álcool em gel, a etiqueta respiratória e consequentemente, avançarmos cada vez mais para garantirmos o patrimônio epidemiológico adequado que nós estamos agora (...) para que possamos manter o nosso patrimônio epidemiológico que nós conquistamos nesses últimos tempos e garantir a segurança da população brasileira".

E a partir desta segunda-feira (29), por recomendação da Anvisa,  o governo federal restringe e entrada de passageiros vindos da África do Sul, Botsuana, Eswatini, Lesoto, Namíbia e Zimbábue.

*com informações da Agência Brasil

Edição: Nathália Mendes

Últimas notícias
Política

Governo estuda propor PEC para reduzir preços de combustíveis

Com a mudança constitucional, o governo não seria obrigado a compensar a redução dos impostos sobre combustíveis com a elevação de outros tributos, como determina a Lei de Responsabilidade Fiscal. 

Baixar arquivo
Educação

Enem 2022 vai ocorrer dias 13 e 20 de novembro

As provas do Enem 2022 - o Exame Nacional do Ensino Médio - devem acontecer nos dias 13 e 20 de novembro.

Baixar arquivo
Economia

Paulo Guedes diz que PIB deve crescer em 2022

A declaração do ministro foi feita durante a participação dele no Fórum Econômico Mundial, que acontece em Genebra, na Suíça, no painel sobre as Perspectivas Econômicas Globais.

Baixar arquivo
Esportes

Desafio do técnico do Corinthians é armar meio-campo

Sylvinho descarta Paulinho como 1º volante e vê pressão como natural. Técnico do Corinthians crê que protagonistas do time podem atuar juntos.

Baixar arquivo
Política

Olinda Bolsonaro, mãe do presidente da República, morre aos 94 anos

Após a morte da mãe, na madrugada desta sexta-feira (21), o presidente Jair Bolsonaro (PL) cancelou compromissos em viagem à Guiana – país que faz fronteira com a região Norte do Brasil – e retornou ao país.

Baixar arquivo
Geral

Covid: Na Bahia servidores são afastados por não comprovarem vacinação

O governo da Bahia publicou no Diário Oficial as portarias que orientam o afastamento temporário de 283 servidores de 13 órgãos e secretarias do estado, por não comprovarem a vacinação contra a covid-19.

Baixar arquivo