Governo decidirá sobre vacinação para crianças no dia 5 de janeiro

Publicado em 19/12/2021 - 19:47 Por Leandro Martins, da Rádio Nacional - Brasília

O governo federal vai decidir sobre a vacinação contra a Covid-19 para crianças de 5 a 11 anos no dia 5 de janeiro. Antes disso, vai acontecer uma audiência pública para discutir o assunto. A informação foi dada neste sábado, pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

Nesta sexta-feira, o ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, deu 48 horas para o governo federal se manifestar sobre atualização do Programa Nacional de Imunizações com a inclusão da vacinação de crianças de 5 a 11 anos contra a Covid-19.

Na coletiva, o advogado-geral da União Bruno Bianco, informou que, em resposta ao STF, o governo vai apresentar o cronograma das ações anunciadas.

Apesar da autorização da Anvisa para uso do imunizante Pfizer em crianças de 5 a 11 anos, divulgada nessa quinta-feira, ainda não há expectativa para o início da vacinação desse público no país. Se o Ministério da Saúde incluir as crianças no programa nacional de imunizações em 2022, quem vai fornecer as doses específicas para esse grupo será a farmacêutica Pfizer, afirmou o ministro Queiroga.

Questionado se a decisão da Anvisa não é suficiente para dar início a imunização em crianças de 5 a 11 anos, Queiroga disse que não e que a decisão final sobre o assunto compete ao Ministério da Saúde.

De acordo com a Anvisa, a vacina para as crianças deve ser aplicada em duas doses, com intervalo de 21 dias entre cada uma, e a dosagem será menor do que a aplicada em adultos.

Edição: Roberto Piza (Rádio Nacional) e Luiz Claudio Ferreira (web)

Últimas notícias
Segurança

Exército conclui investigação do furto de 21 metralhadoras

Militares e civis acusados pelo sumiço das armas foram indiciados. Eles foram responsabilizados por furto, peculato, receptação e extravio das armas.

Baixar arquivo
Segurança

Governo de São Paulo substitui mais de 30 coronéis da PM

Mudanças acontecem em meio a um cenário de questionamentos sobre a Operação Verão, que acontece na Baixada Santista. A operação já deixou 32 mortos, número que tem chamado a atenção de entidades de direitos humanos, como a Defensoria Pública de São Paulo

Baixar arquivo
Pesquisa e Inovação

Algoritmo pode agilizar distribuição de pacientes em leito hospitalar

O sistema ainda está em fase de testes e será aperfeiçoado para ser utilizado tanto na rede privada quanto pública. 

Baixar arquivo
Saúde

Rio de Janeiro deve receber vacinas contra dengue ainda hoje (22)

O público alvo desta remessa está na área que abrange a capital e municípios da Baixada Fluminense. As vacinas chegam logo após o governo decretar epidemia de dengue no estado

Baixar arquivo
Geral

Secretarias de Educação têm até domingo para aderir ao Pé-de-Meia

Os procedimentos devem ser feitos por meio do Sistema Integrado de Monitoramento, Execução e Controle do Ministério da Educação, o Simec. 

Baixar arquivo
Geral

DPU recomenda câmeras corporais na captura dos 2 fugitivos em Mossoró

A defensora pública-chefe em Mossoró, Rogena Ximenes, argumentou, em ofício, que o Estado é responsável por garantir os direitos fundamentais daqueles que estão foragidos, independentemente das sentenças ou da repercussão criminal.

Baixar arquivo