Mais de R$ 230 milhões em bens vindos do tráfico são confiscados

Ação é fruto da Operação Status, desencadeada no Brasil e no Paraguai

Publicado em sexta-feira, 11 Setembro, 2020 - 19:41 Por Dayana Vítor - Brasília

Supostos membros de uma quadrilha que gostam de ostentar a participação em eventos de arrancadas com veículos esportivos de alto valor e que costumam contratar artistas famosos para eventos pessoais em residências de luxo foram os alvos da Operação Status, desencadeada nesta sexta-feira (11) pela Polícia Federal de Mato Grosso do Sul.

Foram apreendidos mais de R$ 230 milhões em patrimônio adquirido por essas pessoas supostamente com o tráfico de drogas no Brasil e no Paraguai. Somente aqui no Brasil, a 5º Vara Federal em Campo Grande, capital de Mato Grosso do Sul, mandou confiscar 42 imóveis, duas fazendas, 75 veículos, embarcações e aeronaves. Os valores somados desses bens atingem R$ 80 milhões. Já em solo paraguaio, foram apreendidos dez imóveis, no valor aproximado de R$ 150 milhões.

Além desse confisco milionário de bens, os policiais federais aqui no Brasil saíram às ruas para cumprir oito mandados de prisão preventiva e 42 mandados de busca e apreensão em Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro.

Lá no Paraguai, a meta era cumprir quatro mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão em doze locais nas cidades de Assunção e Pedro Juán Caballero. Tudo com apoio da Secretaria Nacional Antidrogas do país.

As investigações apontaram que a quadrilha alvo da Operação Status lavava o dinheiro do tráfico de cocaína por meio de empresas como construtoras, imobiliárias, revendas de veículos de luxo, entre outras. Essa estrutura contava com uma rede de doleiros no Paraguai e operadores em cidades brasileiras como Curitiba, Londrina, São Paulo e Rio de Janeiro.

Edição: Lana Cristina

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Geral

Governo vai expandir possibilidade de sinal de rádio FM

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, assinou nesta quinta-feira (13) uma portaria, junto com o presidente Jair Bolsonaro, para regularizar o serviço de retransmissão de rádio.

Baixar arquivo
Saúde

Rio registra aumento de leitos hospitalares pela 1ª vez em 10 anos

Após a perda de 16 mil leitos hospitalares, apenas entre 2011 e 2019, o Rio de Janeiro viu, em 2020, pela primeira vez, aumento no registro de vagas nas unidades de saúde.

Baixar arquivo
Política

Pesquisa DataSenado faz mapeamento de como a pandemia afetou o ensino

Estudante do oitavo ano do ensino fundamental em Brasília, Arthur Cardoso relata os desafios que tem enfrentado desde que as escolas fecharam, por consequência da pandemia do novo coronavírus.
 

Baixar arquivo
Saúde

Planos de saúde devem cobrir teste rápido de Covid-19

Os planos de saúde são obrigados a cobrir os testes sorológicos para a Covid-19. A medida foi aprovada pela Diretoria da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), por unanimidade, em reunião nesta quinta-feira (13).

Baixar arquivo
Economia

Governo lança aplicativo eSocial Doméstico para empregadores

A partir de agora o eSocial  tem aplicativo para celulares. Com a medida, empregadores poderão realizar registro do empregado e gerenciamento da folha de pagamento pelo celular.

Baixar arquivo
Política

Saúde diz que usou 48% dos recursos destinados ao combate à pandemia

O Ministério da Saúde gastou 48% dos recursos destinados exclusivamente para o combate à pandemia da Covid-19, informou o ministro interino da pasta, Eduardo Pazuello, durante audiência pública realizada nesta quinta-feira (13) no Congresso Nacional.

Baixar arquivo